Elon Musk, CEO da Tesla Motors, tem planos de criar um carro voador

Por Redação | 10 de Junho de 2014 às 15h03
photo_camera Divulgação

No que depender do futuro da indústria automobilística, o céu é apenas o limite. Literalmente. Hoje já existem alguns protótipos de carros voadores, perfeitos para driblar o trânsito caótico das grandes cidades. A questão é que, além de serem muito barulhentos, esses veículos não garantem o mínimo de conforto aos passageiros – na verdade, eles lembram mais um avião de pequeno porte do que um automóvel.

E na opinião de Elon Musk, esses são os grandes problemas dos projetos de carros voadores. Em entrevista ao jornal britânico The Independent, o CEO da Tesla Motors não descartou a produção de um modelo próprio de veículo que pode voar, desde que a máquina tenha um motor silencioso e que não emita ruídos ensurdecedores. "Talvez a gente crie um carro voador, apenas por diversão", brincou.

"Eu pensei muito sobre isso. Nós definitivamente poderíamos fazer um carro voador, mas essa não é a parte mais difícil. O mais complicado é: como fazer um carro voador que seja muito seguro e silencioso? Porque se ele for barulhento, as pessoas ficarão bem infelizes", disse o executivo de 42 anos. Ele acredita que a Tesla tem os recursos necessários para criar a tecnologia embarcada nesses veículos voadores, mas que ainda é muito cedo para dizer quando um automóvel desses estará circulando pelos ares.

Fora a ideia do carro voador, Elon Musk é conhecido por alguns projetos bastante futuristas, dignos dos maiores filmes de ação e ficção-científica. No ano passado, Musk, que também é investidor e cofundador do PayPal e Space X, demonstrou o protótipo de um sistema de controle de interface com tecnologia ao melhor estilo "Homem de Ferro". Usando o Leap Motion, ele foi capaz de manipular objetos em 3D apenas com gestos das mãos.

Outro projeto famoso do biolionário é o Hyperloop que, por enquanto, está em fase conceito. Trata-se de um veículo terrestre movido a energia solar capaz de atingir velocidade máxima de 1.220 quilômetros por hora – praticamente a mesma velocidade do som, que é de 1.234 Km/h. Para se ter ideia da velocidade atingida pelo veículo, uma viagem de ida e volta entre Los Angeles a São Francisco, ambas nos Estados Unidos, em uma distância de 550 quilômetros, levaria apenas 30 minutos.

O transporte é composto por uma série de cápsulas de alumínio que circulam dentro de tubos de aço. Toda a extensão dos tubos será equipada com painéis solares que serão os responsáveis pela captação de energia necessária para a movimentação das cápsulas com passageiros. Cada cápsula é equipada com um compressor de ar na parte frontal movido a bateria, que por sua vez transfere a alta pressão do ar da parte da frente para a de trás, ficando armazenado em um reservatório de ar comprimido.

Na época em que anunciou o projeto, Musk disse que o Hyperloop é extremamente viável com a tecnologia atual. Para construir duas linhas do Hyperloop – seguindo o modelo ferroviávio norte-americano –, seriam necessários US$ 6 bilhões (R$ 13,8 bilhões).

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.