Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

5 carros-conceito incríveis que nunca chegaram às lojas

Por| Editado por Jones Oliveira | 30 de Junho de 2023 às 20h30

Link copiado!

Divulgação/Volkswagen
Divulgação/Volkswagen

Os carros-conceito são aqueles projetados pelos times de engenharia das fabricantes para serem o ponto de partida dos modelos que futuramente estarão nas lojas ou, então, para experimentar qual será a reação do público e dos meios especializados caso ele próprio venha a ser comercializado.

O termo surgiu em 1938 e, desde então, vem sendo utilizado constantemente para testar novas formas, cores e tudo mais que a infinita imaginação dos designers consegue colocar no papel.

Existem diversos carros-conceito que jamais saíram das pranchetas, enquanto outros até deixaram o papel para se tornar modelos de exibição. O que eles têm em comum? Jamais chegaram às lojas para entrar efetivamente no mercado.

Continua após a publicidade

Veja a seguir 5 carros-conceito que até poderiam dar certo, mas, por estratégia da montadora ou problemas operacionais, jamais chegaram a ser vendidos.

5 - Citroën DS9

Abrindo a lista de 5 carros-conceito incríveis que nunca chegaram às lojas temos o Citroën DS9. Ele chegou a ter uma unidade produzida e apresentada pela DS, em 2012 ainda uma submarca da montadora francesa, no Salão de Paris.

A ideia era criar um sedan com perfil baixo e pegada esportiva, já preparado para, no futuro, abrigar uma motorização híbrida e potente para o público que ainda não havia se deixado seduzir pela “invasão” dos SUVs.

O futuro DS9 da Citroën, porém, teve seu projeto engavetado por razões não divulgadas e, em 2014, viu parte de sua estrutura ser reutilizada e lançada no DS6 na China, ironicamente um carro tipo SUV.

4. Fiat Uno Cabrio

Continua após a publicidade

O Fiat Uno foi um dos modelos mais icônicos do mercado brasileiro, e teve por aqui versões populares e esportivas, com direito a motorização turbo. A gama, por pouco, não foi ainda mais ampla, com a inclusão do Fiat Uno Cabrio.

O carro-conceito chegou a ser apresentado no Salão do Automóvel de São Paulo de 2010 e, apesar do belo visual e das ótimas configurações, não teve a produção continuada e jamais chegou às lojas.

Entre as atrações do Fiat Uno Cabrio estava justamente o motor T-Jet de 152 cavalos, turbo que foi utilizado nas versões topo de linha do Linea e do Punto. O carro-conceito tinha ainda pneus de perfil baixo, rodas aro 17, volante de três raios, bancos tipo concha e cintos de segurança de 4 pontos.

Continua após a publicidade

3. Honda Urban

O terceiro entre os 5 carros-conceito incríveis que nunca chegaram às lojas é o representante japonês de nossa lista. Estamos falando do Honda Urban, compacto projetado para ser ecologicamente correto.

O Honda Urban era um carro compacto, 100% elétrico, e que chamou a atenção ao ser apresentado em São Paulo, no Salão do Automóvel de 2018. Os dois recursos mais legais do carro que até originou um modelo comercialmente viável no Japão eram a abertura invertida das portas e o painel dianteiro que exibia mensagens e alertas aos outros motoristas.

Continua após a publicidade

2. San Vito S1

A relação de 5 carros-conceito incríveis que nunca chegaram às lojas também têm representantes no segmento dos esportivos. O primeiro deles, acreditem, foi desenvolvido no Brasil, e chegou a ter um site oficial no qual era possível “encomendar” o modelo.

Estamos falando do San Vito S1, carro-conceito desenvolvido por Vitor Simone com design esportivo, que até lembra alguns modelos Porsche, e motor 1.8 turbo sob o capô. O carro, porém, teve uma única unidade produzida, que ficou nas mãos do próprio criador.

Continua após a publicidade

1. Volkswagen W12 Nardò

A Volkswagen também teve um modelo entre os incríveis carros-conceito que nunca foram parar em lojas. Batizado provisoriamente como W12 Nardò, esse superesportivo foi desenvolvido em 1997 para ser a plataforma de testes de durabilidade do novo motor W12, feito a partir de dois motores VR6.

O modelo produzia impressionantes 420cv de potência e chegou a ser apresentado no Salão de Tóquio, mas a marca resolveu não levar o projeto adiante, até porque a estratégia à época era clara: manter a imagem de fabricante de carros populares e deixar os superesportivos para as demais marcas do grupo, como Porsche, Audi, Bugatti ou Lamborghini.