Elon Musk vende bilhões em ações da Tesla por motivo inusitado; entenda

Elon Musk vende bilhões em ações da Tesla por motivo inusitado; entenda

Por Felipe Ribeiro | Editado por Jones Oliveira | 11 de Novembro de 2021 às 11h20
Beaut Jau/Unsplash

Logo depois de a Tesla atingir o surreal valor de mercado de US$ 1 trilhão na última semana, seu excêntrico CEO, Elon Musk, precisou agir para cobrir encargos fiscais e impostos. Como? Vendendo cerca de US$ 5 bilhões em ações de sua montadora. Isso teve que ser feito porque o executivo recebeu a prioridade de compra de mais de 20 milhões de ações opcionais da empresa, o que acarretaria uma enorme dívida com o fisco caso ele realmente confirme essas aquisições.

Mesmo com esse alto valor arrecadado com as vendas, Musk havia prometido que faria uma negociação ainda maior, na casa dos US$ 20 bilhões. Cada ação da Tesla está valendo US$ 1.067,95 e o executivo ainda é o acionista majoritário, com 17% de todos os papéis da marca. Segundo registros do Securities and Exchange Commission (Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos), órgão que regula o mercado financeiro dos EUA, Musk deixou bem claro que só vendeu essas ações unicamente para cobrir os impostos.

Segundo o The New York Times, as ações opcionais da Tesla das quais Musk tem o "direito" de comprar estão avaliadas em US$ 30 bilhões, mas expiram em agosto de 2022. Somadas, todas as ações do executivo têm valor estimado em US$ 180 bilhões. Caso ele, de fato, exerça a compra dessas ações, é possível que tenha que efetuar mais uma venda robusta para cobrir todos os encargos.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Elon Musk não parece estar afim de problemas com a Receita Federal (Imagem: Wikimedia Commons)

Vale lembrar que a Tesla ainda está em negociações com a gigante da locação de automóveis Hertz para a venda de 100 mil carros elétricos para a frota da empresa. Segundo Musk, o contrato ainda não foi assinado, mas somente o anúncio das conversas e intenção de compra fez com que as ações da montadora disparassem na semana passada, resultando nesse valor de mercado trilionário e no consequente enriquecimento do CEO.

Fonte: The New York Times

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.