YouTube para lança modo de janela miniatura para usuários premium no iOS

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 18 de Junho de 2021 às 22h00
Reprodução/Apple

Após o Google levar o modo Picture-in-Picture (PiP) para o Chrome, no mês passado, o YouTube fará o mesmo no iOS. A novidade já havia desembarcado como uma função nativa do sistema operacional da Apple, mas o serviço de vídeos havia bloqueado a opção. Agora, usuários premium da plataforma poderão assistir aos vídeos na janela em miniatura e flutuante no iPhone ou iPad.

O PiP permite ver conteúdos audiovisuais em um pequeno miniplayer enquanto usa outros aplicativos nos dispositivos móveis. A ideia é começar com aqueles que pagam e depois expandir esse modo para todos no iOS, começando pelos Estados Unidos.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Para usar, basta abrir qualquer vídeo dentro do app do YouTube e voltar para a tela inicial do iPhone. Ao fazer isso, o conteúdo deve continuar em reprodução, porém em uma janela pequena e móvel, com os devidos controles de reprodução, avanço e retrocesso sobrepostos à imagem. Há também o atalho para minimizar e retornar ao aplicativo e para fechar a janela.

Embora não seja tão usado em telefones, o Picture-in-Picture é muito útil em telas grandes, como a do iPad, porque permite a execução de tarefas simultâneas sem interromper a execução de um vídeo. No caso de uma aula, por exemplo, dá para abrir um editor de texto e anotar os principais pontos sem precisar alternar os aplicativos.

O modo PiP do YouTube pode ser acessado por usuários americanos assinantes do Premium (Imagem: Divulgação/Apple)

Usuários do serviço gratuito continuarão a visualizar anúncios, mesmo em PiP. O modo não será compatível com a reprodução de áudio, diferentemente de quem é premium, que poderá desfrutar dos sons sem nenhuma propaganda para interromper a experiência.

Como de costume, a liberação da funcionalidade deve ocorrer de modo gradual. O Google pode levar até 15 dias para disponibilizar para todos os usuários, por isso o recomendado é manter o app atualizado e esperar.

O que achou dessa novidade chegar ao YouTube para iOS somente agora? Vai ser útil para você ou não muda nada? Deixe sua opinião nos comentários.

Fonte: MacRumors

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.