Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

WhatsApp planeja mostrar anúncios em canais e status

Por| 09 de Novembro de 2023 às 11h32

Link copiado!

Eyestetix Studio/Unsplash
Eyestetix Studio/Unsplash
Tudo sobre WhatsApp

O WhatsApp não deve incluir propagandas em conversas individuais em grupos, mas pode colocar anúncios em outros espaços do app, garante o diretor do aplicativo Will Cathcart em entrevista à Folha de S.Paulo.

Quando perguntando se o mensageiro seguiria sendo gratuito e sem anúncios, o executivo disse que “sim, na sua caixa de entrada e na sua experiência de mensagens. A razão pela qual eu qualifiquei a resposta é que poderia haver anúncios em outros locais — canais ou status.”

A fala veio quando Cathcart comentava a notícia do jornal Financial Times de setembro deste ano. A publicação informava que o Zap incluiria anúncios nas conversas, o que o próprio executivo já havia negado na época.

Continua após a publicidade

Anúncios no WhatsApp

A inclusão de propagandas nos Status parece um caminho natural para o mensageiro, já que a função é semelhante aos Stories do Instagram e do Facebook, espaços onde as pessoas já veem publicidade todos os dias.

Além disso, no início de 2022 o Zap começou a usar o espaço para promover seus próprios recursos. Apesar da publicidade ficar restrita a funções da casa, digamos assim, esse evento acendeu um alerta de que promoções de terceiros também poderiam ser veiculadas ali.

Sobre publicidade nos canais, vale ressaltar que isso já acontece no Telegram. O mensageiro criado pelos irmãos Durov exibe um anúncio promovendo o Telegram Premium, versão paga do aplicativo, em alguns canais.

Assim, também parece um tanto quanto natural que o app da Meta trilhe um caminho semelhante, apesar de não haver qualquer indício de um “WhatsApp Premium” para uso não comercial — atualmente, a versão Business conta com uma opção paga que dá mais recursos a seus usuários.

Boa ideia?

Pensando em termos de experiência de usuário, incluir anúncios nos chats de conversa seria terrível. Não apenas porque interromperia o fluxo de uma conversa, mas também por uma questão de privacidade: as propagandas poderiam deixar tudo com aquele ar de "estão me observando" ­— e a criptografia ponta a ponta por padrão do mensageiro é um dos seus pontos fortes diante dos rivais.

Continua após a publicidade

E quando se leva em conta o fato de que o WhatsApp precisa ganhar dinheiro de alguma forma, a inclusão de propagandas entre publicações do Status ou atualizações enviadas em canais parece até óbvia. Isso tem potencial de funcionar melhor por gerar menos fricção junto ao público: navegar entre os posts dos Status e ver um anúncio é algo já consagrado nos Stories, por exemplo.

Em relação aos canais, o próprio Cathcart explica como a coisa poderia funcionar: "por exemplo, canais poderiam cobrar para que as pessoas se inscrevam, poderiam ser exclusivos para membros pagos, ou os proprietários talvez queiram promover o canal". Isso também indica uma forma mais sutil e até útil para seguidores e administradores de um espaço no app.

Apesar de falar dos planos do mensageiro de incluir anúncio, o executivo não deu qualquer pista sobre quando isso deve acontecer.

Fonte: Folha de S.Paulo