WhatsApp acusa de anticompetitiva nova exigência de privacidade da Apple

WhatsApp acusa de anticompetitiva nova exigência de privacidade da Apple

Por Rubens Eishima | 09 de Dezembro de 2020 às 16h00
Rubens Eishima/Canaltech

O WhatsApp parece não ter gostado muito da nova exigência da Apple para os selos de privacidade na App Store. Segundo uma matéria do portal Axios, a empresa considera a prática anticompetitiva, já que o iMessage não está sujeito à mesma regra.

“Acreditamos que os selos devem ser consistentes entre apps próprios [da Apple] e de terceiros, além de refletir as fortes medidas que os apps podem tomar para proteger as informações privadas das pessoas”, alegou um porta-voz do WhatsApp ao site.

No caso do iMessage, como ele não é baixado pela App Store — vai pré-instalado no iOS e é atualizado com o sistema —, o aplicativo não precisa divulgar o que faz com os dados dos usuários.

Desde ontem (8), a Apple exige que os criadores de aplicativos nas diferentes lojas de apps da empresa informem detalhadamente como coletam e processam dados pessoais. Segundo a empresa, as informações serão exibidas "ainda neste ano" nas fichas dos aplicativos.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Para não sobrecarregar o usuário com descrições detalhadas, as páginas dos apps terão selos para dados como:

  • Informações de contato;
  • Saúde;
  • Informações financeiras;
  • Localização;
  • Informações sensíveis;
  • Contatos;
  • Conteúdo do usuário;
  • Histórico de navegação;
  • Histórico de buscas;
  • Identificadores;
  • Compras;
  • Uso de dados;
  • Diagnóstico;
  • Outros dados.

Os selos poderão ser apresentados em três categorias: “Dados usados para rastrear o usuário“, “Dados relacionados ao usuário” e “Dados não relacionados ao usuário”.

Lojas de apps da Apple terão selos para descrever o uso de dados do usuário (Imagem: divulgação/Apple)

Uma publicação no blog do WhatsApp indica que a empresa acredita que a apresentação dos selos intimidará os usuários — não muito diferente do que acontece atualmente com os sistemas de permissões —, e publicou uma descrição detalhada do uso que faz dentro de cada categoria de informação.

Apesar da proteção com criptografia de ponta a ponta para mensagens e mídias trocadas entre os usuários, algumas informações precisam ser processadas pelo WhatsApp para garantir o seu funcionamento. Caso do acesso ao número de telefone e à agenda de contatos, sem a qual o aplicativo não conseguiria estabelecer uma relação entre os usuários.

O mesmo acontece com informações financeiras, para uso com o sistema de pagamentos e transferências de dinheiro do app; dados gerais de localização, com registro do endereço IP e dos DDI e DDD nos números, etc.

A reclamação é apenas mais uma entre as diversas feitas pelos diferentes serviços do Facebook, incluindo não apenas a rede social propriamente dita, como também o poderoso sistema de anúncios da empresa.

A explicação completa do WhatsApp para o uso das informações pessoais e porquê a Apple irá listá-los no novo campo da App Store podem ser conferidos no link abaixo (em inglês).

Fonte: WhatsApp, Axios

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.