Twitter Spaces agora permite baixar gravação das salas de áudio

Twitter Spaces agora permite baixar gravação das salas de áudio

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 18 de Junho de 2021 às 17h35
Divulgação/Twitter

O Spaces, do Twitter, surgiu como uma cópia do Clubhouse, mas já é um sucesso em muitos lugares do mundo. Apesar disso, a ausência de um recurso era sentida: a impossibilidade de gravar as conversas para reproduzi-las posteriormente. É claro que ouvir um bate-papo de áudio sem ser ao vivo não traz a mesma experiência, mas é algo que as pessoas podem querer fazer em um momento mais oportuno.

Agora, a plataforma parece que vai atender aos pedidos. Embora não haja uma opção para gravar as sessões, o Spaces começará a liberar os áudios das conversas para seus respectivos participantes. Isso vai permitir que eles possam disponibilizá-los em outras redes sociais, site institucional ou até enviar para um colega montar um podcast.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Todas as gravações hospedadas nos últimos 30 dias poderão ser baixadas e o processo é o mesmo usado para download das fotos publicadas no perfil. Saiba como baixar os áudios no Spaces:

Passo 1: Vá até “Configurações e privacidade” e clique na seção “Conta”

(Imagem: Captura de tela/Canaltech)

Passo 2: Role a tela até chegar na opção “Seus dados do Twitter”

(Imagem: Captura de tela/Canaltech)

Passo 3: Clique em “Baixar arquivo”. O Twitter deve solicitar a inserção da sua senha (e pode solicitar também a confirmação via SMS) antes de prosseguir. É só preencher e pressionar no botão “Avançar”.

Passo 4: Em “Dados do Twitter”, pressione no botão azul onde está escrito “Solicitar arquivo”.

(Imagem: Captura de tela/Canaltech)

Pronto, agora é só aguardar.

Como medida de segurança, a rede pode levar até 24 horas ou mais para disponibilizar os dados. Quando tudo estiver confirmado, será criado um arquivo ZIP com todos os dados, incluindo os áudios do Spaces. O Twitter está trabalhando em uma opção separada, mas ela ainda não está pronta — o jeito é baixar tudo e separar o que interessa do que não será útil naquele momento.

Vale lembrar que o Greenroom, lançado ontem (17) pelo Spotify, tem um recurso integrado que permite a gravação na íntegra de todas as conversas para transformá-las em podcast. Como o anúncio do Twitter veio no mesmo dia, supõe-se que seja uma resposta a essa adição, ainda que parcial, e muito mais complicada.

Mais ajustes no Twitter Spaces

O Twitter também anunciou algumas outras atualizações interessantes, em parte para tornar a experiência mais simples e acessível a todos. A primeira é focada em tornar o Spaces mais forte, por isso uma guia específica para o serviço deve chegar em breve.

Com ela, todas as salas de áudio ficarão centralizadas em um só local, o que deve facilitar o acesso de quem deseja ouvir as conversas. Hoje, a única forma é ficar ligado no topo da rede para ver se encontra alguém com o anel roxo em volta da foto, o que indica a participação em uma sala.

Com o agendamento do Spaces, dá para se programar melhor para participar do bate-papo (Imagem: Divulgação/Twitter)

O sistema também permitirá o agendamento de Spaces com antecedência e novas opções de exibição de tuítes nas salas. Ele também introduziu hashtags clicáveis ​​para ajudar a centralizar e ampliar o alcance da conversa.

O que já está rolando

Além disso, desde maio o Twitter já permite que os ouvintes do Spaces participem do bate-papo usando o app para desktop. Antes, eles só podiam fazer isso de seus celulares com Android ou iOS.

A companhia planeja lançar em breve recurso para permitir a cobrança de ingressos para adentrar em salas específicas. O objetivo é incentivar a realização de eventos com personalidades ou especialistas, o que pode ajudar a atrair dinheiro para a plataforma.

Por enquanto, só pode criar uma sala no Spaces quem tem 600 ou mais seguidores. Para participar das conversas, no entanto, não há qualquer limitação. Você já experimentou o Spaces? Deixe a sua opinião nos comentários.

Fonte: Twitter

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.