Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Novo app do Outlook para Windows estaria perto de ser revelado

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 01 de Fevereiro de 2022 às 07h00

Link copiado!

Canaltech/Felipe Freitas
Canaltech/Felipe Freitas
Tudo sobre Microsoft

O novo aplicativo de e-mail da Microsoft deve ser apresentado em poucos meses, indicam fontes do site ZDNet. Conhecido por vazamentos no ano passado sob o codinome Monarch, o novo app eventualmente substituiria o atual Outlook para Windows e o programa nativo Email de forma gradativa.

O Monarch (ou “One Outlook”, como também é conhecido internamente na Microsoft) seria a forma de uniformizar os clientes de e-mail da MS entre aplicativos desktop (incluindo macOS), mobile e web. Segundo uma página de suporte da MS, o programa seria baseado na versão web do Outlook, tanto em funcionalidades quanto visualmente.

Continua após a publicidade

Ao que parece, a estratégia da Microsoft é fazer uma transição gradativa entre o aplicativo Email do Win 10 e 11 para a nova plataforma. Provavelmente, essa abordagem menos imediata foi adotada para evitar desagradar usuários apegados ao software antigo, em que podem ser gerenciadas caixas de entrada de múltiplos domínios.

App Email foi esquecido ou abandonado?

O fator que sustenta o vazamento da vez é que o app Email é um dos poucos que a Microsoft ainda não renovou para o Windows 11. A aparente negligência com o programa, portanto, sugeriria que a empresa já não pretende mantê-lo por muito tempo, assim como fez com o Groove Música, que será amplamente substituído pelo Media Player em fevereiro.

A expectativa é de que a revelação do novo Outlook aconteça na primavera do hemisfério norte (entre março e junho). Talvez, o anúncio seja o pontapé inicial para o período de testes, exclusivo para membros do programa Windows Insider — neste caso, os inscritos no Canal Dev ou Beta. A previsão da Microsoft é lançar o programa em outubro, junto da grande atualização anual do Windows 11.

Continua após a publicidade

Fonte: Windows Latest, ZDNet