Nova rede para encontrar celular Android mesmo desligado deve chegar em breve

Nova rede para encontrar celular Android mesmo desligado deve chegar em breve

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 13 de Agosto de 2021 às 12h50
Igor Almenara/Canaltech

Inspirado por um novo recurso do iOS, da Apple, o Google começou a trabalhar em uma rede coletiva de dispositivos móveis para localizar celulares, tablets e outros aparelhos Android perdidos. Os primeiros indícios do projeto “Spot” surgiram em junho, mas agora novas informações vazaram na internet junto com um protótipo do aplicativo.

Pelo que parece, o recurso será similar ao Buscar, do rival iPhone, no qual um dispositivo perdido, mesmo desligado ou sem internet, envia sinais para outros nas proximidades, o que ajuda a localizá-lo. O nome provisório da novidade é Google Find My Device (Encontre Meu Dispositivo, em português), o mesmo que já é usado no programa existente na Play Store, o que sinaliza se tratar de apenas uma atualização.

O aplicativo em desenvolvimento permitirá a marcação de um dispositivo Android como desaparecido. A partir disso, ele começa a emitir sinais Bluetooth específicos para serem captados pela rede nas redondezas — quando o aparelho for localizado, o usuário é notificado no programa com as coordenadas da última localização.

Essa tecnologia foi introduzida pela criadora do iPhone no novo iOS, no intuito de garantir compatibilidade com o AirTag, o pequeno localizador que evita a perda de objetos. Será que o Google também planeja entrar na onda das tags inteligentes?

A parte curiosa e inédita da proposta do Google é que o aparelho que ajudou a localizar o dispositivo perdido também seria avisado desse feito. Com base nessa atitude, a empresa pretende estimular que mais pessoas usam o app para ajudar amigos e familiares..

Vários proprietários e suporte ao Android Automotive

Outra adição em análise pelos desenvolvedores é a possibilidade de marcar várias pessoas como proprietárias do dispositivo perdido. Assim, todas elas serão notificadas quando houver algum avistamento ou assim que o aparelho for encontrado.

Isso também pode ser útil para quem costuma esquecer o celular na casa de amigos ou parentes, já que essas pessoas podem recuperá-lo para você. Por enquanto são duas formas de compartilhar a propriedade com outros usuários: por QR Code ou por um link personalizado; ao que tudo indica, a propriedade compartilhada permite que as pessoas na rede sempre tenham acesso à localização umas das outras.

Como já existe atualmente, o programa manterá a função de apagar remotamente o telefone, caso ele tenha sido roubado, assim suas informações confidenciais ficam preservadas. Todo o conteúdo será resetado e o aparelho será bloqueado para a ativação.

O app atual depende de bateria e conexão com a rede para funcionar corretamente, mas isso pode mudar (Imagem: Reprodução/Google)

A novidade fica por conta de uma opção semelhante voltada para veículos com o Android Automotive embarcado. Então, se a pessoa tiver o carro roubado, ela também poderá localizá-lo pela mesma técnica do Android para celulares, além de conseguir deletar remotamente os dados pessoais. Lembre-se que o Android Automotive é um sistema operacional completo e é diferente do aplicativo Android Auto, que apenas espelha o seu celular na central multimídia.

Como é algo ainda em fase experimental, o Google não revelou nenhum dado oficial sobre a rede de localização dos dispositivos. O fato é que já existe um app e que a concorrência trata esse recurso como um trunfo, dois fortes indicativos de que o processo de lançamento pode ocorrer nos próximos meses.

O que você acha de um “Encontre Meu Dispositivo” aprimorado para Android? Deixe suas observações nos comentários.

Fonte: 9to5Google  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.