Microsoft Edge prepara uma imensa lista de novidades para 2021; saiba quais são

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 13 de Julho de 2021 às 14h08
Divulgação/Microsoft

O Edge fez a Microsoft retomar a briga pelo mercado de navegadores. Ele é baseado no sistema Chromium, o mesmo mecanismo usado pelo Google Chrome, mas possui suas próprias melhorias para oferecer uma experiência única. Seu sucesso, porém, está também no fato de os desenvolvedores jamais terem deixado de trabalhar em novidades constantes.

Para os próximos meses, a Microsoft deve trazer quase três dezenas de recursos para garantir a disputa pelo topo. A empresa publicou um novo cronograma com tudo que virá por aí nos futuros lançamentos. Há previsões atrasadas, que estavam estimadas para sair em abril ou maio, mas também há muitas adições.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O Edge ainda deve ter muitas melhorias em 2021 (Imagem: Reprodução/Microsoft)

Algumas menções já até existem, como a opção de ocultar a barra de título, mas devem ser ajustadas para melhor aprimoramento ou para abranger outros aspectos. Para facilitar a compreensão, aqui está uma lista do que deve mudar no Edge até o final de 2021:

  1. Caixas de texto de formato livre em PDF: o Edge vai ter suporte para inserção de caixas de texto para preencher formulários ou ajustar documentos em PDF.

  2. Abrir PWA em vez de links: será possível optar por iniciar os Progressive Web Apps diretamente, em vez de abrir o link para a página tradicional.

  3. Grupos de guias: permitirá categorizar guias em grupos definidos pelo usuário para ajudar na localização, troca e gerenciamento do que está aberto de maneira mais eficaz.

  4. Exigência de autenticação antes de preencher automaticamente as senhas: com esse recurso, as senhas salvas no navegador só serão preenchidas quando houver o login prévio no sistema. Isso adicionará outra camada de privacidade para evitar que usuários não autorizados usem senhas salvas para acessar sites.

  5. Continuar de onde parou em PDF: ao usar o navegador para abrir documentos neste formato, será possível retomar a leitura do exato ponto onde se estava.

  6. Histórico de preços: para quem gosta de pechinchar, será possível analisar se o preço subiu ou desceu recentemente na Amazon e em nove outros varejistas.

  7. Publicar e atualizar extensões para a loja de complementos via APIs: voltado para desenvolvedores, permitirá mais agilidade no envio de pacotes de extensões ou complementos para a loja do Edge.

  8. Suporte a novos formatos nas Coleções: o recurso vai permitir inserir citações e listas de leitura nas Coleções do Edge.

  9. Novos recursos do menu Assistência: o Edge já oferece assistência relacionada à descoberta de novas maneiras de ser mais produtivo no navegador. Essa área deve ganhar mais destaque com o menu Assistência, localizado em "Ajuda e feedback".

  10. Nova política de flexibilidade na inicialização: os administradores corporativos terão mais opções para definir a política de inicialização. Isso incluirá a capacidade de especificar a página inicial, adicionar ou remover páginas adicionais e “Continuar de onde parou".

  11. Ferramentas no Vídeo Picture in Picture (PiP): quando passar o mouse sobre um vídeo compatível, uma barra de ferramentas será exibida para visualização neste formato.

  12. Destaque de forma livre em PDFs: será possível a adição de marcadores de formato livre. Isso permitirá dar ênfase a seções inteiras que o usuário pode não ter acesso para comentar e documentos digitalizados.

  13. Nova política para interromper o login: os admins poderão desabilitar a “entrada implícita” nos navegadores da empresa.

  14. Notificação de aplicativos da web: avisos e alertas dos PWAs não serão mais exibidas como provenientes do Microsoft Edge, mas sim com o nome do programa.

  15. Ocultar a barra de título ao usar as guias verticais: para liberar mais espaço, será possível ocultar a barra de título do navegador, quando usar as guias verticais.

  16. Tradução automática para idiomas desconhecidos: sempre que navegar em uma página com idioma diferente do padrão, o app traduzirá automaticamente o conteúdo. Será dada a opção de retornar à página original ou desativar outras traduções automáticas.

  17. Mudança no ciclo de atualizações dos canais Beta e Stable: A partir da versão 94, os desenvolvedores terão um ciclo de lançamento de quatro semanas para as versões principais.

  18. Mais prazo para atualizações no modo Extended Stable para clientes corporativos: administradores empresariais poderão usar a opção Extended Stable de modo mais amplo, com atualizações principais a cada oito semanas e correções de segurança quinzenais.

  19. Preferências iniciais do navegador: com a chegada das preferências iniciais, o navegador corporativo virá com todas as configurações já efetuadas pelo administrador.

  20. Transferência aprimorada entre o modo IE e o atual: a transição entre a experiência do navegador moderno e o modo de compatibilidade do Internet Explorer será aprimorada. Cabeçalhos de referência, dados de postagem, dados de formulários e métodos de solicitação agora serão encaminhados corretamente entre as duas experiências.

  21. Tecnologia de aplicação de fluxo de controle (CET): o Edge começará a oferecer suporte a um modo de navegação ainda mais seguro, que usa fluxo de controle baseado em hardware para executar processos.

  22. Family Safety e proteção contra vídeos não permitidos: usuários do sistema de gestão familiar terão melhorias nos filtros de conteúdo, inclusive em sites de vídeo como o YouTube.

  23. Family Safety e permissão de sites EDU: similar ao anterior, haverá uma opção para liberar apenas “sites permitidos” com a possibilidade de adicionar apenas páginas educacionais à lista com apenas um clique.

Alguns desses recursos foram inspirados em outros navegadores, enquanto outros surpreendem por ainda não terem sido implantados — como a tradução automática de páginas, por exemplo. Vale lembrar que não estão inclusas nesta listagem os aprimoramentos de códigos e correções de bugs, o que é geralmente feito via Chromium.

O fato é que a Microsoft ainda terá um longo ano pela frente com muito trabalho para levar todas essas adições ao Edge. Você sentiu falta de algum anúncio? O que os concorrentes possuem que o navegador da Microsoft não tem? Comente.

Fonte: Microsoft Edge Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.