Internet Explorer é citado em estudo como a principal dor de cabeça da internet

Por Rubens Eishima | 25 de Setembro de 2020 às 09h05
Rubens Eishima/Canaltech, foto Ricardo Gomez Angel/Unsplash
Tudo sobre

Microsoft

Saiba tudo sobre Microsoft

Ver mais

Relatório publicado pela MDN (Mozilla Developer Network) revela que, apesar de virtualmente morto, o navegador Internet Explorer não sai da mente dos desenvolvedores web. O programa foi apontado como a principal dor de cabeça do trabalho em uma pesquisa conduzida por funcionários da Mozilla e do Google no primeiro trimestre deste ano e que consultou mais de três mil desenvolvedores.

O navegador da Microsoft foi citado como problema por 24% dos entrevistados em uma pergunta que permitia múltiplas respostas. Em segundo lugar ficou o layout e estilo das páginas, com 20%, e em seguida o navegador Safari da Apple, com 17%.

Navegadores da Microsoft e Apple lideram a lista (imagem: reprodução/MDN)

Os participantes citaram ainda em suas respostas “navegadores antigos” (com 7%), o Google Chrome (6%), o Mozilla Firefox (3%) e o Microsoft Edge (3%). Este último, ao que tudo indica, se refere ao antigo Edge, substituído no meio do ano por uma nova versão com a mesma base e compatibilidade do Chrome.

O Edge é apenas mais um dos muitos programas que adotaram o código-fonte do Chrome nos útimos anos. A lista inclui nomes como o Opera, Vivaldi (desenvolvido por um dos criadores do Opera), Brave (criado por um ex-CEO da Mozilla) e diversos apps para celular.

Enquanto o velho Edge deixará de ter suporte oficial da Microsoft, o Internet Explorer segue firme e forte, apesar de a própria MS ter anunciado que removerá a compatibilidade do programa com seus serviços online. Como parte do Windows 10, o IE tem suporte técnico e correções de segurança garantidos durante a vida útil do sistema operacional, especialmente porque ainda é utilizado em sistemas internos de muitas empresas, para tristeza dos desenvolvedores.

Fonte: Mozilla

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.