Como usar o Controle Parental no celular e computador

Como usar o Controle Parental no celular e computador

Por André Lourenti Magalhães | Editado por Guadalupe Carniel | 30 de Setembro de 2021 às 10h10
Divulgação/Microsoft

Os softwares de controle parental são ferramentas utilizadas por pais e mães para gerenciarem o acesso de crianças em computadores, smartphones, consoles e navegadores. Normalmente, criam bloqueios por senha devido a restrições de conteúdo, compras online ou tempo de uso dos aparelhos. Com recursos nativos nos principais sistemas operacionais de computadores e celulares, essas funcionalidades de controle são uma opção para limitar a exposição dos filhos a conteúdos impróprios na internet.

O que é Controle Parental?

As ferramentas de controle parental funcionam a partir da conexão entre as contas dos pais e dos filhos. É necessário que os pais criem uma conta principal no serviço respectivo e depois vinculem o perfil das crianças e adolescentes nos respectivos aparelhos utilizados. Logo após esse cadastro, é necessário criar uma senha numérica, que deve ficar apenas à disposição dos tutores.

A senha definida é utilizada para gerenciar todas as opções de controles e acessos. Entre os recursos mais populares em softwares de controle parental, é possível criar um limite de tempo de uso diário, restrições de conteúdo por faixa etária, bloqueio de aplicativos e recursos que evitam compras ou acesso a cartões de crédito. Para remover essas restrições, sempre é necessário informar a senha.

Microsoft Family Safety é usado para controlar acesso aos softwares da empresa (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)

Existem dois modelos populares de ferramentas para controle parental. Primeiramente, são encontrados os recursos nativos dos respectivos sistemas operacionais que permitem restrições no próprio aparelho. Além disso, existem aplicativos voltados para o controle de vários dispositivos simultaneamente: nesse caso, a conta vinculada aos pais é usada para acompanhar e gerenciar o acesso a conteúdo nos celulares, computadores e consoles dos filhos.

Como usar o Controle Parental gratuito

Android, iOS, macOS e Windows oferecem ferramentas próprias para o controle parental. No caso do Android, é possível criar restrições de acesso a apps, jogos e filmes na Google Play Store ou utilizar o Google Family Link (Android | iOS), voltado para o controle de múltiplos dispositivos em toda a família.

É possível limitar o acesso a apps no iOS(Imagem: André Magalhães/Captura de tela)

O iOS e o macOS oferecem funções de controle parental na seção "Tempo de Uso". Além de criar um código para acesso, os sistemas operacionais disponibilizam comandos para criar horários de repouso, bloquear conteúdos, criar limites de comunicação e restringir o acesso a apps individuais ou pertencentes a uma determinada categoria. Caso os dispositivos estejam vinculados à mesma conta do iCloud, há a possibilidade de ativar a sincronização das informações.

No caso dos dispositivos da Microsoft, também existem duas opções. O Windows 10 e o Xbox One apresentam recursos próprios nas configurações familiares para ajustar o tempo de tela para crianças. Além disso, a empresa disponibiliza o aplicativo Family Safety (Android | iOS | Web). Com a ferramenta, é possível criar limites de tempo e conteúdo, acompanhar o histórico de pesquisas dos filhos e ainda compartilhar a localização em tempo real.

Aplicativos de serviços específicos

Além dos recursos oferecidos pelos sistemas operacionais, diversas plataformas oferecem versões adaptadas de seus aplicativos com opções de controle parental. É o caso, por exemplo, do Messenger Kids (Android | iOS), com contas criadas exclusivamente para crianças. Alguns serviços de streaming também apresentam suas versões "Kids", como é o caso do Spotify Kids (Android | iOS) e do YouTube Kids (Android | iOS).

Fonte: Apple, Google, Microsoft

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.