Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

40 mil audiolivros narrados por IA dominam o ranking do Audible

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 08 de Maio de 2024 às 18h04

Link copiado!

Reprodução/Amazon
Reprodução/Amazon

Plataforma de audiolivros da Amazon, a Audible já possui mais de 40 mil títulos narrados por uma inteligência artificial desde o início da fase de testes, em novembro do ano passado. A informação é da newsletter Soundbite, do site Bloomberg.

O Virtual Voice foi criado pela plataforma de streaming para criar narrações de ebooks disponíveis na loja do Kindle usando inteligência artificial. A ferramenta entrou em fase Beta em novembro do ano passado, é gratuita e chama a atenção pela velocidade: um autor relatou que a plataforma levou menos de uma hora para criar o arquivo de áudio e enviá-lo à loja.

Por enquanto, o recurso está compatível apenas com títulos em inglês e o Audible não aceita audiolivros narrados por outras IAs além do próprio Virtual Voice. Em entrevista à reportagem original, um porta-voz da Audible afirmou que os títulos narrados pela máquina têm uma avaliação média de pelo menos quatro estrelas (de cinco totais).

Continua após a publicidade

Pontos positivos e negativos

A marca de 40 mil títulos reacende um debate muito comum no segmento da inteligência artificial: a troca de tarefas humanas por IA e o impacto nesses respectivos mercados. 

Por um lado, a ferramenta da Audible é gratuita e permite que autores consigam publicar a versão em áudio de seus livros sem os custos de uma gravação, e pode ser uma alternativa importante para escritores independentes. Por outro, atinge a fonte de renda de uma série de profissionais que dependem desses serviços no dia a dia.

Há uma série de questionamentos sobre o resultado final dos livros. Atores de voz, dubladores e gravadoras conseguem explorar o enredo dos livros e criar uma ambientação para o ouvinte, mas ainda não há certeza de que a IA consiga proporcionar um resultado parecido. Por fim, alguns consumidores reclamam que não há um filtro para diferenciar os materiais que usam inteligência artificial dos que não usam.

Vale lembrar que a Audible chegou ao Brasil no ano passado com um catálogo extenso de audiolivros em português (e narrados por humanos) — é possível assinar o serviço ou adquirir os títulos individualmente.

Fonte: Bloomberg