Android 12 terá modo "extremamente escuro", mas não o que você espera

Por Igor Almenara | Editado por Douglas Ciriaco | 26 de Abril de 2021 às 11h05
Reprodução/9To5Google

As pessoas que usam o celular em ambientes escuros podem ficar empolgadas com o Android 12. A próxima atualização do sistema do Google contará com um modo “extremamente escuro” que reduzirá o brilho da tela a níveis ainda menores e, com isso, tornar a leitura ou navegação noturna mais agradável aos olhos.

A versatilidade da ferramenta pode variar, visto que os celulares têm displays com diferentes composições — alguns retroiluminados, como os painéis IPS LCD, ou com pixels com iluminação individual, como os OLED e AMOLED. Contudo, o Google parece querer explorar as possibilidades até “além do convencional” com valores ainda menores e úteis para todos os formatos de tela.

Novamente, o recurso foi flagrado pelo pessoal do Android Police. O menu de configurações ganhou uma seção dedicada ao modo “extremamente escuro”. De lá, o usuário pode acioná-lo, configurar sua intensidade, preservá-lo mesmo após a reinicialização do aparelho e adicionar um atalho para ele, ativando-o rapidamente ao pressionar os dois botões de volume simultaneamente.

“Deixe a tela mais escura para tornar a leitura mais confortável”, descreve o sistema. “Essa ferramenta pode ser útil quando: o nível mínimo de brilho do celular ainda é muito claro, você está usando seu telefone em ambientes escuros, como durante a noite ou num quarto escuro antes de ir dormir”, completa.

Nesse caso, é estranho o Google não mencionar que o modo também pode economizar bateria. Até mesmo em telas retroiluminadas, reduzir o brilho impacta diretamente no consumo de energia. Ao levar essa redução de brilho “ao extremo”, isso pode melhorar a autonomia do aparelho — pelo menos por uma pequena porcentagem.

(Imagem: Reprodução/Android Police)

Dito isso, não se sabe também se a novidade terá interação com o modo de economia de bateria conhecido do Android. Talvez, o Google restrinja o baixíssimo brilho a ativação manual, visto que pode impactar na usabilidade do aparelho em ambientes iluminados e, talvez, até inviabilize a utilização do celular em algumas condições (como em ambientes externos em dias ensolarados).

Segundo o site Android Police, o recurso não é um “divisor de águas” na experiência com o Android, mas pode ser um bom aliado para utilizar o celular em locais muito escuros. Para o dono de um dispositivo com tela AMOLED, a adição pode não ser um tema com preto absoluto, mas pode agradar parcialmente até que o Google explique por que substituiu a paleta principal por tons de cinza escuro.

Curiosamente, o modo extremamente escuro teve indícios encontrados desde a primeira Developer Preview (DP), mas mudou de nome e passou por formulações até chegar a atual DP3. Maiores informações relacionadas a ela ainda podem chegar na transição para o Android Beta, que deve ser iniciada logo após o evento Google I/O — agendada para acontecer entre dias 18 e 20 de maio.

Fonte: Android Police, XDA Developers

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.