Windows 11 torna a tarefa de trocar o navegador padrão um pouco complicada

Windows 11 torna a tarefa de trocar o navegador padrão um pouco complicada

Por Igor Almenara | Editado por Douglas Ciriaco | 30 de Julho de 2021 às 17h15
Microsoft

O Microsoft Edge encorpado com o Chromium, motor de código aberto do Google, é certamente bem mais poderoso do que sua versão anterior, e a integração com o SO é uma das suas principais vantagens. No Windows 11, a dona do sistema repete a estratégia e coloca o navegador como opção padrão para abrir links e alguns tipos de arquivos — você pode até mudar de acordo com sua preferência, mas isso vai dar mais trabalho do que no Windows 10.

De acordo com o site Windows Central, o processo para trocar totalmente o seu navegador padrão leva bem mais cliques no beta do Windows 11 do que nunca. Dentro do menu de configurações, a Microsoft separou cada tipo de arquivo e link com preferências individuais — ou seja, o usuário precisa colocar seu programa favorito como padrão formato por formato.

No Windows 11, cada formato de arquivo e link deve tem suas preferências próprias de navegador (Imagem: Reprodução/Windows Central)

Alguns dos exemplos são HTTPS, HTML, WEBP e PDF, mas a lista é bem maior. Se o utilizador esquece de configurar qualquer um deles, terá que se contentar com o Edge abrindo em sua máquina mais uma vez, mesmo se outro navegador tiver sido definido como padrão.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Pode ser apenas um erro do beta

Embora isso pareça um fator negativo feito de propósito na experiência de usuário nessa versão do Windows 11, há a chance de ser só um aspecto que não recebeu tanta atenção nas prévias — então é bom analisar essa característica com menos desconfiança. Além disso, pode ser uma preparação para um mecanismo de preferência mais profundo, permitindo que o usuário escolha especificamente qual ação tomar a partir de cada arquivo.

Porém, neste caso, seria interessante se existisse outro caminho para selecionar todos os formatos de uma só vez e, depois disso, escolher as exceções. Afinal, não é todo mundo que prefere navegar no Google Chrome, mas gosta de abrir PDFs no Edge, por exemplo.

Por enquanto, o Windows 11 não tem data de lançamento confirmada. Há fortes indícios de que o sistema estreará em notebooks novos em outubro, mas a atualização gratuita a partir do Win 10 seria liberada somente no ano que vem. Até lá, a única forma de experimentar o sistema é sendo membro do programa Windows Insider.

Fonte: Windows Central

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.