Windows 10 terá novos recursos para PCs híbridos e melhorias na busca

Por Felipe Demartini | 26 de Março de 2020 às 13h00
Amelia Holowaty Krales / The Verge

A próxima atualização do Windows 10 deve trazer mudanças interessantes para quem usa computadores híbridos e, também, gosta de ter toda a performance das máquinas para si. Na versão prévia, disponibilizada nesta semana para usuários cadastrados no programa de testes da Microsoft, vieram mudanças de usabilidade e indexação de arquivos que mostram que estes dois aspectos devem estar entre os focos do próximo grande update da plataforma, com lançamento previsto para o segundo semestre.

Mudanças de usabilidade passaram a serem aplicadas sempre que o notebook é convertido sem seu formato de tablet ou tem o teclado removido, em dispositivos que permitem isso. A ideia da Microsoft com as alterações, como citaram os sites da imprensa especializada, seria entregar uma espécie de “meio-termo” entre o Modo Tablet, que pode ser ativado para uso da touchscreen, e a interface tradicional do Windows 10, que não foi exatamente feita para isso.

Fazem parte dessa novidade, por exemplo, um maior espaçamento entre ícones, tanto na área de trabalho quando nas pastas e exploradores de arquivos, de forma a facilitar o toque. O teclado virtual ganha um botão direto para ativação, além de continuar aparecendo sempre que o usuário selecionar um campo de texto. Por fim, a barra de pesquisas é colapsada e se torna um ícone, de forma a dar mais espaço na tela para outros aplicativos em execução.

Mudanças de interface são ativadas automaticamente assim que o usuário dispensa o teclado em um computador 2-em-1 (Imagem: Divulgação/Microsoft)

De acordo com a Microsoft, as mudanças não significam que o Modo Tablet não será removido por causa das mudanças, mas com apontaram muitos usuários, ele pode se tornar um pouco redundante com a ativação automática de recursos dedicados, caso o sistema veja necessidade. É importante frisar que alguns recursos não estão presentes nesse chamado meio-termo, que mantém o aspecto original do menu Iniciar, por exemplo, e não permite navegação por gestos.

Ainda falando sobre as buscas, a nova atualização prévia confirmou um pedido antigo de muitos usuários, com a Microsoft melhorando o sistema de indexação de arquivos para não consumir recursos do sistema. No update, o Windows 10 recebeu melhorias na detecção de momentos de pouca atividade, realizando a leitura dos dados em tais intervalos e garantindo que eles estejam disponíveis mais rapidamente.

Além disso, de acordo com a empresa, esse processo acontecerá menos vezes por dia pelo mesmo motivo, ainda que uma máquina passe o dia todo ociosa, por exemplo. A ideia, afirma a Microsoft, é encontrar um equilíbrio entre desempenho e disponibilidade de pesquisas, uma balança na qual ela trabalha desde a chegada do Windows 10.

Outras mudanças dessa versão prévia estão nos bastidores, com a resolução de bugs e melhorias na performance geral do sistema operacional. Como dito, a previsão de chegada destes e outros recursos novos para o Windows 10 é o segundo semestre deste ano, com as novidades ainda em fase de testes e experimentação. Uma data precisa, porém, não foi divulgada e pode ser que algumas das funcionalidades inéditas demorem a chegar, seja pela necessidade de adaptação devido ao feedback dos usuários ou trabalho adicional caso problemas sejam encontrados.

Fonte: Microsoft

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.