Microsoft Teams ganhará chatbots, pesquisa interna refinada e outras novidades

Por André Lourenti Magalhães | 19 de Maio de 2020 às 18h00
Tudo sobre

Microsoft

Saiba tudo sobre Microsoft

Ver mais

A Microsoft anunciou, durante a conferência Build 2020, uma série de novidades e recursos para o Microsoft Teams. O software de gestão de trabalho em grupo foi um dos pontos de destaque do primeiro dia da conferência voltada para desenvolvedores, impulsionado pelo seu crescimento de uso durante os meses de isolamento social e trabalho em home-office.

Os novos recursos foram voltados para diferentes áreas e usuários do Teams, com modificações nas chamadas de vídeo, integração com outros serviços, organização de canais e desenvolvimento de novos aplicativos. Confira, abaixo, as principais inovações anunciadas para o Microsoft Teams no evento.

Melhorias nas chamadas de vídeo

Chamadas de vídeo comportarão até nove pessoas (Foto: Reprodução/Microsoft)

As chamadas de vídeo no Meetings, recurso incluso no Teams, tiveram um aumento na capacidade máxima de pessoas simultâneas na tela. O limite, que permitia até quatro pessoas, foi aumentado para nove. Foi implementado também o recurso "levantar a mão", um botão com funcionalidade como erguer a mão durante uma reunião presencial. É uma opção para indicar uma dúvida ou chamar a atenção durante uma fala, sem que seja interrompida.

As configurações antes de entrar em uma chamada foram remodeladas: será possível escolher entre os dispositivos disponíveis para áudio e vídeo antes de aparecer na conferência. Há, ainda, a funcionalidade de adicionar filtros ao fundo da tela, similar ao que existe no Zoom.

Outro recurso anunciado por Jeremy Chapman, diretor da Microsoft 365, é a possibilidade de abrir a videoconferência em uma nova janela do Teams. A ideia é tornar essa medida como padrão em futuras atualizações.

Modelos personalizáveis de equipes

Modelos personalizados estarão disponíveis no Teams (Foto: Divulgação/Microsoft)

O processo de criar novas equipes no Teams foi facilitado com a inclusão de modelos personalizáveis. Dessa forma, ao criar um time do início, é possível escolher entre diferentes templates apropriados para os mais variados cenários. Os modelos são acompanhados de canais, aplicativos e orientações pré-configuradas para cada situação. Usuários também podem criar seus próprios modelos personalizáveis e compartilhá-los dentro do software.

Opção de busca específica

Comando "Ctrl" + "F" foi aplicado ao Teams (Foto: Divulgação/Microsoft)

A Microsoft adicionou mecanismos de buscas mais específicos dentro de canais e conversas. Ao apertar "Ctrl" + "F", usuários poderão realizar uma pesquisa contextual, mostrando apenas mensagens e arquivos enviados dentro desses núcleos.

Inclusão de chatbots

Exemplo de uso de chatbots no Teams (Foto: Divulgação/Microsoft)

Uma série de novidades foram anunciadas com relação à integração da Power Platform da Microsoft com o Teams. A possibilidade de criar e gerenciar chatbots dentro da plataforma é uma delas. Com o aplicativo Power Virtual Agents, disponibilizado em breve na loja de aplicativos do Teams, será possível incluir bots de resposta de forma facilitada com o botão "Adicionar ao Teams".

Fácil compartilhamento da Power Platform

Gráficos da Power BI terão compartilhamento rápido no Teams (Foto: Divulgação/Microsoft)

Além dos chatbots, diversos recursos da Power Platform ganharam botões de rápido compartilhamento ao Teams. Gráficos criados na Power BI podem ser divulgados com a funcionalidade "Adicionar ao Teams", trazendo uma thumbnail e um card adaptável para que usuários consigam realizar ações.

Outras ações também foram simplificadas. Ao usar o Power Automate integrado ao Teams, é possível selecionar novos modelos personalizáveis para criar novos fluxos de trabalho automatizados. Os aplicativos criados pelo Power Apps também podem ser levados ao Teams com um botão de compartilhamento.

Integração com Microsoft Lists e Microsoft Shifts

Exemplo de uso do Microsoft Lists dentro do Teams (Foto: Divulgação/Microsoft)

O Microsoft Lists foi outra novidade anunciada durante a conferência. O aplicativo facilita o acompanhamento de dados, rotinas e informações, auxiliando na organização, e possuirá integração com o Teams. Outra funcionalidade, o Shifts, também teve recursos ampliados que facilitam no gerenciamento de agendas e horários.

Criação de compromissos com o Bookings

Consultas médicas podem ser gerenciadas pelo Bookings (Foto: Divulgação/Microsoft)

O aplicativo Bookings permitirá a criação e o gerenciamento de eventos e compromissos dentro do Teams. A novidade é voltada para facilitar o acesso das equipes aos consumidores, possibilitando compromissos virtuais que vão desde entrevistas de emprego a consultas médicas por videoconferência. Todos os compromissos são organizados e hospedados com segurança dentro da plataforma.

Transmissão de eventos

Microsoft Teams também auxilia em transmissões ao vivo (Foto: Divulgação/Microsoft)

As transmissões e chamadas de vídeo serão aprimoradas com a interoperabilidade ao Skype TX e com o suporte à Network Device Interface (NDI). Com o NDI, é possível distribuir uma chamada em vídeo usando um aplicativo de transmissão ou ferramentas mais avançadas, possibilitando o uso do Teams para transmissões profissionais. Já o Skype TX permite conexões em chamadas 1:1, mantendo a qualidade de conexão e muito usado por equipes jornalísticas em entrevistas remotas. Esses recursos auxiliam em transmissões ao vivo e outras produções de larga escala.

Gerenciamento e criação de aplicativos

Controle os apps usados pela equipe (Foto: Divulgação/Microsoft)

Para os desenvolvedores, a criação de novos aplicativos teve melhorias. O Visual Studio e o Visual Studio Code ganharam novas extensões, que permitem a criação, teste e publicação dos aplicativos do Teams. O API do Microsoft Graph traz um novo feed de notificações, com uma maneira simplificada de enviar notificações a todos os usuários, contendo as informações mais importantes.

Outra novidade anunciada envolve melhorias na adaptação com celulares. Em breve, recursos nativos de smartphones como câmera, localização e microfone poderão ser conectados aos aplicativos do Teams. O recurso de abrir apps em janelas separadas dentro da plataforma também foi anunciado para esse ano.

Os administradores de TI, por sua vez, terão maior controle sobre a equipe. Podem validar e pré-aprovar aplicativos que serão usados pelo time, incluindo o gerenciamento de apps comprados pela loja.

Fonte: Microsoft

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.