Como criar e monitorar uma conta para o seu filho no Windows 10

Os tempos modernos trouxeram consigo uma constante preocupação dos pais sobretudo com o que os filhos andam fazendo no computador e na internet. Pensando nisso, desde o Windows 8 a Microsoft disponibilizou um recurso para ajudar pais de todo o mundo a manterem um olho no que os pimpolhos andam fazendo por aí.

Esse recurso, inclusive, foi ampliado no Windows 10, sendo alvo de críticas daqueles mais preocupados com privacidade devido à forma como o sistema operacional se comunica com os servidores da Microsoft. Isso tudo ocorre devido ao serviço Proteção para a Família, que também falaremos a respeito hoje e que, na verdade, pode ser ajustado conforme a sua preferência.

Portanto, sem mais delongas, se você quer criar uma conta para o seu filho no Windows 10 e mantê-lo longe de problemas através de monitoramento, confira o passo a passo a seguir.

Assista Agora: Nunca mais contrate funcionários para sua empresa! Comece o ano em uma realidade completamente diferente!

Configurando uma conta para o seu filho

Criar uma conta de usuário no Windows 10 continua sendo tão fácil quanto antes, embora a forma como isso é feito seja ligeiramente diferente do que nos acostumamos no Windows 8.

Aqui, primeiro você terá que abrir o Menu Iniciar e clicar em "Configurações". Na tela que se abre, aponte e clique sobre o ícone "Contas" e depois acesse o menu "Família e outros usuários" na lista à esquerda.

Agora é possível adicionar membros de dentro e de fora da família no sistema de usuários do Windows 10

Agora é possível adicionar membros de dentro e de fora da família no sistema de usuários do Windows 10 (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

Nesta tela, clique no botão "Adicionar um membro da família" para abrir uma nova janela. Nesta tela, selecione a opção "Adicionar uma criança" e informe o endereço de e-mail do seu filho no campo de texto. Caso ele não possua um endereço de correio eletrônico, basta selecionar a opção "A pessoa que eu desejo adicionar não tem um endereço de e-mail".

Graças a essa distinção, é possível criar uma conta especificamente para o seu filho menor de idade

Graças a essa distinção, é possível criar uma conta especificamente para o seu filho menor de idade (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

A seguir, você deverá fornecer todas as informações pertinentes do seu filho, tais como nome, sobrenome e um ID para criar uma nova conta de e-mail do Outlook caso ele não possua uma.

Dados como nome e sobrenome devem ser fornecidos para a criação da conta. Caso deseje, você poderá tanto criar uma nova conta Microsoft, um novo Outlook ou converter um endereço de e-mail existente em Microsoft Account

Dados como nome e sobrenome devem ser fornecidos para a criação da conta. Caso deseje, você poderá tanto criar uma nova conta Microsoft, um novo Outlook ou converter um endereço de e-mail existente em Microsoft Account (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

Por fim, a Microsoft perguntará se você quer "personalizar" a experiência de uso do sistema operacional para a sua cria. Isso ocorre, por exemplo, através do envio de informações de buscas realizadas por ele e de ofertas promocionais (vulgo spam) para o endereço de e-mail fornecido. Se você acha isso pertinente, deixe as caixas marcadas; caso contrário, desmarque-as e siga adiante.

Aqui, vale mais a pena deixar a Microsoft longe das preferências do seu filho - afinal de contas, ele é apenas uma criança

Aqui, vale mais a pena deixar a Microsoft longe das preferências do seu filho - afinal de contas, ele é apenas uma criança (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

Pronto, depois da última tela o seu filho já poderá fazer login no seu computador utilizando uma conta própria. Mas antes disso, é interessante que você ajuste as configurações do Proteção para Família da Microsoft.

Configurando o Proteção para Família

Depois de criar uma conta exclusiva para o seu filho, é hora de configurar o Proteção para Família no Windows 10. Bem configurada, essa ferramenta coleta informações essenciais sobre o uso do computador pelos seus filhos e as envia em forma de relatório para você.

Para dar início à configuração, basta clicar em "Gerenciar configurações de família online" logo abaixo do nome da conta recém-criada. Você será redirecionado para uma página, onde deverá fornecer as mesmas credenciais de login utilizadas para se autenticar no Windows 10.

Feito isso, na primeira você deve selecionar a conta recém-criada para então ser apresentado ao painel de configuração da Proteção para Família. De cara, você já poderá definir se deseja que o sistema colete informações de uso em "O sistema de relatório de atividades está ativado" e se tudo isso deve ser enviado semanalmente para você.

A função de coletar informações e enviar relatórios semanais para os pais é uma das mais polêmicas do novo sistema, mas também é uma mão na roda para os pais mais preocupados

A função de coletar informações e enviar relatórios semanais para os pais é uma das mais polêmicas do novo sistema, mas também é uma mão na roda para os pais mais preocupados (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

Clicando na categoria "Navegação web", você poderá bloquear o acesso a "sites inapropriados" e restringir a navegação do seu filho apenas aos sites que você adicionar a uma lista de confiança. Aqui, fica a seu critério definir como será a experiência do seu bambino na web.

Também é possível definir que tipo de conteúdo seu filho poderá visualizar na web. Por padrão, o filtro bloqueia sites pornográficos e resultados de busca inapropriados no Bing

Também é possível definir que tipo de conteúdo seu filho poderá visualizar na web. Por padrão, o filtro bloqueia sites pornográficos e resultados de busca inapropriados no Bing (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

Caso opte por montar uma lista de sites confiáveis e sites inapropriados, o Windows 10 apresentará uma tabela onde você pode inserir URLs em ambas as categorias.

Também é possível montar uma lista de sites permitidos e sites bloqueados de acordo com a sua preferência

Também é possível montar uma lista de sites permitidos e sites bloqueados de acordo com a sua preferência (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

Outra opção que você pode definir é se haverá alguma restrição quanto aos aplicativos que a criança terá acesso. Para isso, basta acessar o menu "Aplicativos, jogos e mídia" e ativar a opção "Bloquear aplicativos e jogos inadequados". Feito isso, é possível bloquear o acesso a apps com base na classificação etária deles.

Por fim, além de sites na web, é possível bloquear o acesso a apps, jogos e mídias específicos com base na classificação etária deles

Por fim, além de sites na web, é possível bloquear o acesso a apps, jogos e mídias específicos com base na classificação etária deles (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

Por fim, também é possível definir o horário e o tempo total de utilização do computador para o seu filho em "Tempo de tela". Ou seja, embora ele possa ligar o computador a qualquer momento do dia, a conta só autenticará no Windows 10 caso os critérios estabelecidos por você sejam atendidos.

Não quer que ele ligue o computador depois das 10 da noite num domingo? É só definir isso aqui. Além disso, ele só pode ligar o computador depois das 8 da manhã e utilizá-lo por, no máximo, 2 horas? Então diga isso aqui e tudo ficará bem.

Se há uma política de utilização do computador na sua casa, você poderá configurá-la nesta tela

Se há uma política de utilização do computador na sua casa, você poderá configurá-la nesta tela (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

Há quem acredite que tudo isso é uma baita invasão de privacidade, mas quem tem filho sabe o quão preocupante e difícil é acompanhar o que ele faz no computador. Por isso, no fim das contas, vale a pena explorar esse recurso, já que ele não só deixa você mais tranquilo, como também dá um certo espaço para seu filho utilizar o PC sem um adulto em cima o tempo todo.

O que você acha dessa novidade no Windows 10? Acha que ela ajuda a manter as crianças seguras ou é mais uma forma da Microsoft bisbilhotar a vida alheia? Deixe sua opinião na caixa de comentários aqui embaixo.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.