Apple Watch 6: rumores apontam recurso para monitorar saúde mental dos usuários

Apple Watch 6: rumores apontam recurso para monitorar saúde mental dos usuários

Por Alberto Rocha | 09 de Maio de 2020 às 13h05
Reprodução

Com a pandemia do novo coronavírus e o isolamento social, muito tem se falado sobre a saúde mental das pessoas. Ao que os novos rumores acerca da próxima geração do Apple Watch indicam, parece que a companhia da maçã está bastante preocupada com essa questão e deve equipar o wearable com um recurso capaz de detectar ataques de pânico.

As informações são do youtuber Jon Prosser, conhecido por ter feito previsões precisar sobre o iPhone SE 2020 e do recém-lançado MacBook Pro de 13", por exemplo, em um episódio recente do podcast Geared Up:

“O que é o grande foco deles agora e espero que chegue esse ano, pode ser que fique para o próximo, mas espero ver isso na WWDC, são as capacidades de saúde mental. Onde eles podem medir os níveis de oxigênio no seu sangue e seus batimentos cardíacos e determinar se você está hiperventilando.

Eles podem identificar um ataque de pânico antes de acontecer e avisar no relógio. Especialmente se você estiver dirigindo, vão pedir para você encostar e oferecer exercícios de respiração uma vez que o veículo esteja parado.”

Monitoramento mental depende de outros recursos

A revelação do leaker corrobora com rumores que circulam desde o início do ano, quando códigos vazados do iOS 14 já apontavam que o Apple Watch 6 poderia vir com um sensor de oxigênio no sangue. Dessa forma, a identificação de uma possível crise de pânico funcionaria a partir de uma identificação por parte do relógio em alterações no sistema respiratório e batimentos cardíacos do usuário, sintomas esses relacionados à síndrome do pânico.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Vale ressaltar que outros recursos esperados com o lançamento do dispositivo e também do WatchOS 7 são os comandos de voz “Hey Siri”, resistência à água aprimorada e o rastreamento nativo de sono, que também pode ajudar na identificação da doença.

Fonte: MacRumors  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.