Apple estaria desenvolvendo pulseira para disputar mercado com a Mi Band

Apple estaria desenvolvendo pulseira para disputar mercado com a Mi Band

Por Diego Sousa | 17 de Setembro de 2020 às 14h01
Luke Chesser/Unsplash

Depois do lançamento do Apple Watch SE como uma versão do seu relógio para quem quer uma experiência premium e recursos focados em saúde com preço mais "acessível", a Apple estaria desenvolvendo uma pulseira inteligente para disputar mercado com Xiaomi, Fitbit e até a Amazon no segmento de monitoramento de exercícios.

Isso porque, coincidência ou não, no dia 15 de setembro o Escritório de Patentes e Marcas dos EUA publicou os documentos de uma patente da Apple para futuros MacBooks, iPads e pulseiras fitness com display microLED. O registro foi solicitado em 2015 e aprovado em agosto de 2016, mas só foi divulgado oficialmente no dia do evento.

Visual ou recursos não foram divulgados, mas o site Patently Apple publicou um esboço incluído no do documento da patente. Veja abaixo:

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Visual da pulseira baseado nas informações da patente (Foto: Reprodução/Patently Apple)

Como podemos observar acima, o acessório parece não ter muitas diferenças quando comparado com a Mi Band, por exemplo, oferecendo apenas uma tela para visualizar as informações e dois botões na lateral.

Pulseira com painel microLED?

Com relação ao painel microLED, há alguns pontos a considerar: a tecnologia ainda é pouco usada no mercado por ser cara e de difícil fabricação, já que é formada por milhares de LED extremamente minúsculos. Além disso, o miniLED, que é basicamente a transição entre o LED tradicional e o microLED, vem sendo especulado para fazer parte de alguns produtos da Apple, como iPads e MacBooks, a partir de 2021.

Ou seja, se a Apple estiver, de fato, pensando em lançar uma pulseira inteligente com painel microLED, isso ainda deve demorar alguns anos para acontecer. Em junho deste ano, o Patently Apple noticiou outro registro de uma patente de uma smart band da Maçã, mas sem menção ao microLED — será que a novidade ficaria para uma possível segunda geração, enquanto a versão sem a tecnologia chegaria mais cedo?

Como sempre acontece com patentes, não há garantias de que a Apple estreará no mercado de pulseiras inteligentes, mas isso seria bem interessante, uma vez que a empresa já domina o segmento de smartwatches com o Apple Watch. Você gostaria de ver a Maça disputando mercado com a Xiaomi? Conte-nos abaixo, nos comentários!

Fonte: Patently Apple (1, 2)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.