Momo volta a assustar pessoas, mas é possível que seja apenas uma lenda urbana

Por Se Hyeon Oh | 27 de Fevereiro de 2019 às 22h30

Desde o ano passado, um viral assustador baseado em uma estátua japonesa esteve espalhando pânico por estar, supostamente, promovendo o suicídio de crianças. O viral foi tão noticiado nas mídias que o chamado Desafio Momo já foi alertado por celebridades como Kim Kardashian e Kehlanique. Inclusive, ela causou uma vítima aqui mesmo no Brasil, quando uma jovem de 13 anos cortou os pulsos em Pernambuco.

As pessoas disseram nas redes sociais que a personagem de Momo — baseada em uma estátua chamada "Mother Bird", criada por uma empresa japonesa de efeitos especiais, a Link Factory — apareceu no Facebook, WhatsApp e YouTube, embora não hajam fortes evidências de tais aparências além de capturas de telas que podem muito bem ser fruto de "trollagem".

O desafio chegou às manchetes em meados de 2018, quando o suicídio de uma menina argentina de 12 anos estava ligado ao meme da internet. A relação entre o fato e o viral, no entanto, não foi confirmada pelas autoridades. Na época, polícias da Espanha, América do Sul e América Central emitiram alertas para que as crianças evitassem conversar com estranhos e disseram que investigariam o desafio.

Ainda no ano passado, o Business Insider tentou entrar em contato com vários números associados ao Momo no WhatsApp, mas nenhum deles respondeu. O Canaltech tentou o mesmo na época, e também não tivemos resposta alguma do número supostamente ligado ao Desafio Momo.

Mas recentemente algumas pessoas afirmaram que o personagem está aparecendo nos vídeos do YouTube instruindo as crianças a se matarem e a manterem os vídeos em segredo dos pais. A rede social, por sua vez, afirmou que não tem nenhuma evidência de vídeos promovendo o desafio Momo em sua plataforma.

O YouTube ainda explica que conteúdos que incentivam desafios perigosos são contra as políticas da empresa, e que, apesar dos vários relatos da imprensa sobre o tema, não foi encontrado nenhum vídeo que apresentasse o tal desafio. Ainda, o YouTube disse que são permitidos os vídeos de discussão e de conscientização sobre a Momo, mas que as imagens em miniatura com o personagem não podem ser visualizados pelo app do YouTube Kids.

Até agora, não há casos confirmados envolvendo mortos ou feridos como consequência do desafio Momo nos EUA ou no Reino Unido, mas a polícia está aproveitando a oportunidade para alertar os pais para saberem o seus filhos estão assistindo por aí.

ReignBot, um youtuber conhecido por investigar coisas na Internet, disse que Momo é, muito provavelmente, apenas uma lenda urbana. Ele diz que muitas pessoas comentam acerca dessa polêmica, mas que “muitas pessoas não interagiram com ela". Completando, ainda explica que "encontrar screenshots de interações com Momo é quase impossível” e que, a essa altura do campeonato, já deveria existir evidências do desafio.

Fonte: Business Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.