eMule ressurge das cinzas e é atualizado com novas funções após 10 anos

Por Alberto Rocha | 06 de Setembro de 2020 às 19h00
Windows Store

Em tempos que serviços de streaming musicais não eram realidade e a internet discada estava presente em muitos lares, programas de compartilhamento P2P (em que computadores de uma rede se conectam entre si e dispensam um servidor) como LimeWire, Kazaa e Ares faziam enorme sucesso entre os internautas dos anos 2000 que desejavam baixar músicas, filmes, vídeos e compartilhar outros arquivos na internet. Com políticas antipirataria cada vez mais fortes e o lançamento de sites como o MegaUpload, 4Shared e Rapidshare, por exemplo, tais plataformas foram caindo em desuso.

Lançado originalmente em 2002 e cerca de 10 anos após sua última atualização - em abril de 2010, o eMule ressurge em versão beta (0.60a) graças a desenvolvedores independentes que resolveram adicionar novos recursos ao programa para deixá-lo mais estável e seguro - duas grandes reclamações de usuários em sua época de atividade. Para os mais saudosistas, o visual permanece o mesmo de tempos atrás, além da presença de funções conhecidas, como a que impossibilita os provedores de internet identificarem conexões P2P e diminuírem propositalmente a velocidade do tráfego.

eMule foi um dos programas de compartilhamento mais populares nos anos 2000 (Imagem: Reprodução/eMule-Project)

Já entre as novidades anunciadas no fórum do programa estão a compatibilidade com o protocolo HTTPS, que permite realizar uma conexão mais segura, recebimento de notificações via e-mail (SMTP) para a autenticação de usuário, além de suporte a novos formatos de mídia existentes.

Como baixar a nova versão do eMule?

A versão 0.60a Beta do eMule a princípio foi disponibilizada somente para dispositivos com o Windows e seu download pode ser realizado através do site oficial do projeto. Para os que nunca utilizaram o serviço, na página é possível encontrar informações sobre as funcionalidades, skins personalizadas e até mesmo uma seção de ajuda/suporte.

Lembrando que o programa é totalmente grátis e mesmo que seja “completamente desprovido de qualquer Adware, Spyware”, conforme indica sua descrição, conexões P2P entre computadores são consideradas inseguras e alvo de muitos hackers desde o passado.

Fonte: eMule-Project  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.