Tudo o que você queria saber sobre as TVs 8K, mas tinha vergonha de perguntar

Por Ares Saturno | 29 de Janeiro de 2018 às 12h47
photo_camera Reprodução

Desde o lançamento da primeira televisão 8K, apresentada pela Sharp durante a CES 2013, até os lançamentos mais recentes da LG na CES 2018, muita gente ficou com dúvidas sobre o que é essa nova tecnologia e o que ela representa, tanto no consumo dos aparelhos de televisão quanto na produção audiovisual voltada para esse segmento específico.

Há quem acredite que a inovação seria uma espécie de obsolência programada através do incentivo de compra de um novo aparelho, sendo que só agora os aparelhos 4K estão se tornando mais populares nos lares brasileiros.

As dúvidas são diversas e tentaremos dar a elas respostas satisfatórias e dizer tudo o que você queria saber sobre as novas televisões 8K, mas tinha vergonha de perguntar.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Mas, afinal, o que é 8K?

As diferenças de proporção das resoluções 1080p, 4K e 8K

A resolução 8K seria como se colocássemos um painel com quatro televisões 4K. Ou, para dar uma ideia melhor ainda da monstruosidade do 8K, seria como se 16 TVs com resolução Full HD fossem posicionadas numa matriz 4x4. Isso significa que há muito mais detalhes na imagem mostrada na TV 8K, que possui 7680 linhas verticais por 4320 linhas horizontais. Isso garante melhorias óbvias na qualidade da imagem comparativamente aos outros aparelhos.

Mas e a produção de conteúdo 8K?

Já era uma dor de cabeça imensa adequar as produções de filmes, séries, animações, noticiários e transmissões de esportes às resolução 4K. O excesso de detalhes, no comparativo com TVs Full HD (1080p), fazia com que algumas produções ficassem estranhas quando exibidas em uma tela 4K, cheias de interpolações — nome que se dá quando os pixels ficam visíveis numa imagem, tudo quadradinho. Imagine então lidar com televisores que proporcionam quatro vezes mais detalhes que as já desafiadoras TVs 4K?

A emissora japonesa NHK fez as primeiras transmissões via satélite para TVs com resolução 8K em 2016, em razão das Olimpíadas do Rio de Janeiro. As exibições 8K, naquela época, só puderam ser observadas em toda sua glória resolutiva em teatros especiais.

Quando as TVs 8K chegarão ao mercado?

Há grandes diferenças entre as apresentações da primeira TV 8K, pela Sharp, na CES 2013 e a exibição das mais recentes criações que a LG, Samsung e Sony exibiram na CES 2018. Há boatos de que dois modelos 8K estarão disponíveis aos compradores mais entusiasmados ainda este ano, e por valores nada razoáveis.

Entretanto, se você utilizar mecanismos de busca para procurar ofertas do produto, ele parece já ser uma realidade no mercado. Mas isso é apenas uma jogada de marketing, não se anime!

8K, aham, ata...

Mas e os preços?

Em outubro de 2017, durante a IFA, a Sharp anunciou que o preço para o mercado japonês da sua TV 8K de 70 polegadas seria por volta de US$ 9 mil, o que daria cerca de R$ 28,5 mil, sem impostos.

Mas, caso você tenha boa memória, o mesmo foi observado com a chegada das TVs de Plasma que substituíram a TV de tubo, ou mesmo quando as TVs 4K foram lançadas. Os preços dos lançamentos são astronômicos, mas logo eles se ajustam à realidade do mercado quando se tornam itens comuns de consumo. O primeiro televisor da LG com resolução 4K, o 84LM9600, de 84 polegadas, era vendido, à época de seu lançamento, por US$ 20 mil, mas hoje é encontrado por menos de US$ 5 mil.

Paga-se não apenas pelo produto, mas também pelo status de ser um dos primeiros a receber em casa tamanha inovação.

As TVs 4K serão aposentadas em breve?

Não. A indústria de produção audiovisual ainda não está preparada para deixar de lado o que atualmente está sendo filmado em 4K para de uma hora para outra adequar todas as suas produções ao novo formato em 8K. Mas não tenha dúvidas de que, desde já, haverá filmes, séries e programas televisivos que estarão de olho em como se aprimorar para a nova possibilidade. 

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.