Qualcomm anuncia projeto para introduzir rede 5G mmWave na Europa

Por Nathan Vieira | 15 de Agosto de 2019 às 22h30
Tudo sobre

Qualcomm

Saiba tudo sobre Qualcomm

Ver mais

Na quarta-feira (14), a Qualcomm anunciou um novo projeto cujo objetivo é implantar a primeira rede 5G de ondas milimétricas de toda Europa. Para isso, a empresa se juntou ao Departamento de Tecnologias de Informação de Moscou, a operadoras de telefonia móvel russas e a fornecedores de equipamentos e software. O projeto vai permitir tanto o teste quanto a comercialização de novas aplicações, desde banda larga fixa melhorada e acesso sem fio móvel para usuários privados a soluções comerciais exclusivas. A ideia também é impulsionar novos serviços digitais habilitados para 5G em Moscou, como aplicativos de realidade virtual e aumentada.

Yulia Klebanova, vice-presidente de desenvolvimento de negócios da Qualcomm na Europa, anuncia: “Moscou é uma das cidades mais desenvolvidas da Europa. Estamos trabalhando com fabricantes para levar a tecnologia 5G de ondas milimétricas a uma ampla gama de dispositivos, desde smartphones a pontos de acesso sem fio, o que será essencial para a cidade atingir seu objetivo (prover infraestrutura para conexões de alta velocidade e baixa latência)”.

As ondas milimétricas permitem o 5G funcionar em frequências extremamente altas, entre 24 e 60 GHz

Por sua vez, Eduard Lysenko, chefe do departamento de TI de Moscou, também disserta a respeito do novo projeto: “Moscou está programada para ser a primeira cidade na Rússia a implantar zonas-piloto 5G completas em todas as operadoras de telecomunicações. Em muitas das megacidades do mundo, a implantação de redes 5G é restringida por necessidades de negócios das operadoras móveis e seu acesso às frequências do espectro necessários. No nosso caso, o acesso ao espectro foi resolvido em nível estadual para acelerar o lançamento de 5G mmWave de alta capacidade", afirma.

O chefe de TI ainda completa: "Além disso, este piloto 5G é coordenado pelo governo da cidade de Moscou e, em particular, pelo Departamento de Tecnologia da Informação de Moscou. Estamos acompanhando o mercado na construção de uma infraestrutura 5G segura e confiável que permitirá que Moscou crie mais empregos com altos salários e atraia mais investimentos para a cidade”.

As ondas milimétricas são responsáveis pelas maiores vantagens do 5G, como a maior velocidade nas conexões e a maior capacidade para suportar trilhões de dispositivos conectados à internet. Sendo assim, são elas que vão fazer o 5G funcionar em frequências extremamente altas, entre 24 e 60 GHz.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.