Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Travel techs estão em alta, com quase 220 empresas de turismo online no Brasil

Por| Editado por Claudio Yuge | 26 de Julho de 2021 às 21h00

Link copiado!

Envato/Prostock-studio
Envato/Prostock-studio

Mais de 200 empresas se dedicam atualmente ao segmento nacional das travel techs, que fazem intermediação de viagens, turismo e mobilidade. O estudo Anuário das Travel Techs Brasileiras, realizado pela Loureiro Consultores em parceria com a Onfly, fez um mapeamento das empresas nacionais do setor.

O levantamento identificou 219 travel techs e aponta que elas devem movimentar mais de R$ 35 bilhões em 2022. O critério inicial da pesquisa é o fato de a empresa ter sido criada no Brasil. Também houve rigor no conceito de travel tech: as startups devem fazer uso intensivo de tecnologia para oferecer as atividades de viagem, turismo e mobilidade.

Marcelo Linhares, sócio e CEO da Onfly, diz que há uma convergência crescente entre turismo e mobilidade. “Embora historicamente sejam considerados segmentos diferentes, eles se cruzam e se sobrepõem o tempo todo, tornando-se quase indissociáveis”, argumenta.

Continua após a publicidade

Iniciativas para o setor

Uma pesquisa do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC, na sigla em inglês) aponta que o turismo representou 8,1% do PIB brasileiro em 2018. Segundo Linhares, isso demonstra a importância do estudo para o detalhamento das movimentações do setor, “que é tão significativo para a economia nacional".

Para ele, a recuperação da atividade turística, tão atingida pela pandemia de COVID-19, passa inevitavelmente pela transformação digital. “Esse é o maior desafio da História para o setor. De um lado, milhões de consumidores com hábitos cada vez mais digitais e, de outro, uma indústria totalmente fragilizada e repleta de ineficiências, com baixíssima maturidade digital.”

Nesse sentido, o anuário é a primeira de uma série de iniciativas para promover e expandir o segmento de travel techs no país. “Lançaremos eventos e capacitações sobre tecnologia”, adianta Fernão Loureiro, da Loureiro Consultores.

Linhares ressalta que, em todo o mundo, a democratização da tecnologia e da digitalização têm provocado o desenvolvimento da inovação em diversas áreas. “Nunca a tecnologia esteve tão acessível como agora, e o setor [de viagens e turismo] precisa urgentemente se digitalizar ou ficará como coadjuvante nessa nova economia.”