Tem lavadora em casa? Startup de São Paulo cria "Uber" da roupa limpa

Tem lavadora em casa? Startup de São Paulo cria "Uber" da roupa limpa

Por Márcio Padrão | Editado por Claudio Yuge | 08 de Julho de 2021 às 20h50
Dan Gold/Unsplash

A startup de São Paulo Washout levou o conceito de economia compartilhada para quem está de boa com a ideia de lavar roupas dos outros para ganhar uns trocados. A ideia é ser um Uber de lavadoras: você cuida da roupa suja de alguém, e o pagamento é rateado entre você e a Washout, que cuida da plataforma que une serviço e cliente.

Assim como em outros negócios de economia compartilhada, a ideia é ser lucrativo pra todos: tanto para quem está com sua máquina de lavar ociosa quanto para a empresa. O site não fornece valores, mas afirma que a remuneração pelo serviço equivale atualmente a 15 corridas de Uber ou 25 entregas no iFood.

“Eles recebem, em média, R$ 800. Depende da região e do quanto a pessoa quer trabalhar”, afirma Vittor Strausz, um dos fundadores, ao Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Site da Washout para pedir a lavagem de roupa. Imagem: Reprodução

Já o cliente precisa fazer o pedido no site da empresa – eles ainda não contam com aplicativos. A forma de cobrança é curiosa: por quilo de roupa lavada.

A empresa surgiu no início de 2020 com três empreendedores: Strausz, Rafael Guaspari e Rafael Pereira, todos de São Paulo, com um investimento inicial foi de R$ 350 mil. Em março, conseguiram um aporte de R$ 5 milhões.

Fonte: PEGN, StartupiYahoo

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.