Steve Wozniak diz que o Apple Watch ainda precisa mostrar a que veio

Por Redação | 18 de Abril de 2016 às 20h24

Steve Wozniak não parece estar nada contente com os atuais smartwatches do mercado: ao falar sobre tecnologia na Future Transport Summit, em Sidney, na Austrália, o co-fundador da Apple disse que os relógios inteligentes – incluindo o próprio Apple Watch – falham na premissa de serem dispositivos mais capazes do que relógios comuns porque neles falta poder de processamento e há uma considerável dependência de smartphones para seus principais recursos.

Woz exemplifica muito bem isso quando fala da frustração causada pelas vezes em que tentou pagar algo com seu Apple Watch e não pode porque não estava carregando seu iPhone no bolso. Para Woz, seu relógio é um presente caro que convenientemente lhe trouxe alguns pequenos agrados no dia-a-dia, mas nada que valha o preço cobrado pelo dispositivo.

Apple Watch

Woz gosta mesmo é do seu Nixie Tube, um relógio que usa tubos à vácuo para exibir as horas e minutos

Ainda falando especificamente do device da Maçã, Steve afirmou que a própria Apple está errada ao pensar que inserir seu logotipo em alguma coisa é o suficiente para que aquilo se torne interessante (sim, ele disse mesmo isso). Disse também que o aparelho precisa de "algo além" que o faça parecer muito mais um produto Apple do que um simples acessório bluetooth, como um fone de ouvido sem fio ou outra coisa que qualquer um poderia comprar por bem menos. Como se já não bastasse, ele também alfinetou a Siri dizendo que antes do iPhone 4 conseguia realizar comandos de voz simples como "ligue para o John" mesmo sem estar conectado à internet, sendo que agora qualquer pedido à assistente exige uma conexão de dados ativa.

No final do seu discurso o co-fundador ainda disse estar muito animado para lançamentos como o Tesla Model 3, e disse também que vai realizar a aquisição sem mesmo conhecer informações mais aprofundadas sobre o carro, será tudo pelo mero prazer de comprar. Embora o Apple Watch não tenha sido um dos maiores marcos da Maçã na tecnologia, é provável que no futuro ele ou seus semelhantes apresentem algo realmente relevante para o mercado. O importante é dar espaço para isso, não é mesmo?

Via: iPhone Hacks