Análise: LG Watch Urbane, um Android Wear com sobriedade

Por Adriano Ponte
photo_camera BRUNO HYPOLITO / CANALTECH

Quer entrar na onda Android Wear, mas não está a fim de levar um “smartphone” no pulso? Bom, pode ser que o LG Watch Urbane seja uma boa escolha para você. Muitas fabricantes têm apostado em colocar pequenas telas no pulso dos usuários, porém sem levar em conta se isso realmente funciona dentro do nosso padrão estético.

Resultado: muitos usuários em potencial têm deixado a possibilidade de utilizar um relógio inteligente simplesmente por "ser chamativo demais" ou "ficar estranho" no pulso.

Porém, alguns modelos realmente têm se colocado como "relógios evoluídos", tentando unir o antigo ao moderno sem necessariamente prender um celular no seu pulso. E um deles é o LG Watch Urbane, que analisamos nas próximas linhas. Confira.

Construção

Com pulseira de couro e caixa trabalhada em metal, não resta dúvida que o Watch Urbane da LG realmente é um relógio. Pode parecer bobo se colocado assim, mas diversos modelos de smartwatch simplesmente encaixam uma tela no pulso, sem lembrar da proposta de serem relógios – e nesse ponto, o Urbane é excelente.

Confortável no uso, com visual robusto, o Urbane é visivelmente resistente (até mesmo em seu botão lateral) e passa como relógio tradicional sem dificuldades, ainda mais pelo fato de sua tela P-OLED trazer um realismo muito forte às watchfaces.

E, para fechar o kit de resistência, note que o Urbane traz proteção Gorilla Glass 3 e certificado de resistência à água IP67.

Usabilidade

Compatível com Android 4.3 (ou superior) e também iOS 8.2 (ou superior), o Urbane oferece o pacote Android Wear sem maiores surpresas: gestos de pulso, tela com exibição automática, pesquisas por voz, conversões em texto e, claro, suas notificações no pulso. Funcionalidades extras, como disparo de câmera, ligações e tudo mais que um wearable pode fazer, dependem dos apps que você utiliza em seu aparelho.

Como relógio, o gadget da sul-coreana entrega uma imagem muito viva, facilmente visível no mostrador completo trazido ali. Com enormes ângulos de inclinação, ainda é possível ver os dados e ponteiros na tela do relógio inteligente, deixando o tempo todo uma ideia de “relógio de verdade”, mesmo em ambientes com muita luz.

A sensibilidade da tela para os gestos - e até mesmo os gestos sem toque, apenas com o agitar do seu pulso - funcionam muito bem no Urbane, sem demoras ou falhas.

Uma nota interessante da experiência Android Wear que o Urbane traz: há um app da LG para leitura cardíaca (o LG Pulse) que vem pré-carregado no watch e amplia consideravelmente o uso do sensor cardíaco presente no relógio. Utilizando o LG Pulse, é possível manter o Urbane lendo continuamente sua pulsação, mostrando em tempo real os seus batimentos cardíacos.

Dependência do smartphone

Sem contar com GPS embutido, o Urbane não é seu companheiro ideal para trilhas, ficando refém de um aparelho pareado para registrar seu percurso. Mas, como em diversos modelos, o aparelho da LG contorna (em parte) a necessidade de estar conectado ao seu celular oferecendo Wi-Fi, complementarmente ao Bluetooth de baixa energia.

Sim, você ainda poderá ter alguma interação com seu aparelho esquecido em casa, direto do seu pulso, desde que tanto o celular quanto o gadget tenham acesso à internet via Wi-Fi - e não, não precisam estar na mesma rede.

Bateria

Contando com 388 mAh em seu modelo homologado no Brasil, o Watch Urbane da LG traz muita economia. Mesmo brincando bastante com o relógio durante os testes - um uso bem acima do normal para este tipo de aparelho -, pudemos notar pouca descarga no passar dos minutos, deixando claro que o Urbane chega vivo até o final de cada dia. Claro, dois dias funcionando no seu pulso é algo que só os usuários mais leves conseguirão.

É importante avisar que o uso de alguns recursos, como o próprio sensor de batimentos cardíacos, dá uma boa acelerada na descarga da bateria, principalmente no modo contínuo.

E para carregar seu Urbane, basta colocá-lo sobre a base magnética de carregamento, sem entradas nem tampas estranhas, bastando encostá-lo para fixar. A base fica ligada numa porta USB e em 40 minutos você tem seu relógio totalmente carregado.

Ficha técnica

  • Peso: 66,5g;
  • Processador Qualcomm Snapdragon 400 (de 1,2 GHz);
  • 4 GB de memória interna;
  • 512 MB de RAM;
  • Tela circular P-OLED de 1,3 polegadas com 320 x 320 pixels de resolução, 246ppi e proteção Gorilla Glass 3;
  • Bluetooth 4.0 LE, Wi-Fi b/g/n;
  • Microfone duplo integrado;
  • Resistência à água (IP67)

Vale a pena?

Saindo por valores que iniciam em R$ 1.200 até o fechamento desta análise, o LG Watch Urbane entrega bem a experiência Android Wear, com uma casca bem trabalhada e toque premium. Porém, pelo valor, isso se torna um problema.

Apesar de não fugir muito dos preços impostos pelos concorrentes que entregam relógios com Android Wear, o LG Urbane acaba sendo uma opção cara, custando o valor que muitos estariam dispostos a pagar apenas por um aparelho.

Porém, novamente, vale lembrar que o preço dos outros smartwatches do mercado não tem ajudado muito o consumidor a fazer sua escolha. Se você está disposto a investir em um dispositivo desse, com certeza vale a pena pesar o Urbane como um relógio de verdade, com acabamento que ajuda a justificar o valor pedido pelo artefato.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.