Xiaomi Mi 10: 40% dos compradores eram de marcas concorrentes

Por Alberto Rocha | 15 de Fevereiro de 2020 às 14h30
GSM Arena
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Xiaomi Mi 10 5G

Ficha técnica

O lançamento dos novos Mi 10 e Mi 10 Pro na última sexta-feira (14) está trazendo números bem interessantes para a Xiaomi. Além de faturar o equivalente a R$ 124 milhões em apenas um minuto com seu novo top de linha na China, a fabricante também tem motivos para comemorar quanto a concorrência.

Segundo uma publicação recente feita por Xu Jieyun, gerente geral do departamento de relações públicas da Xiaomi, em sua conta na rede social Weibo, cerca de 40% dos usuários que adquiriam um Mi 10 na pré-venda do Xiaomi Mi 10 utilizavam aparelhos de outras marcas.

Xiaomi Mi 10 é responsável por trazer "novos amigos do Mi" (Reprodução: Weibo)

"De acordo com os dados de back-end de comércio eletrônico da pré-venda do Xiaomi Mi 10, pelo menos quase 40% dos usuários são de outras marcas (uma delas tem uma contribuição proeminente). Esses dados são superiores à nossa expectativa", revela trecho da publicação.

Preço e especificações explicam resultado positivo

Apesar desse dado mostrar que a estratégia de marketing está dando certo, não significa que concorrentes como Samsung, Oppo e Vivo estão perdendo clientes e participação de mercado, mas sim que a Xiaomi tem deixado seu produto cada vez mais interessante para quem busca um top de linha.

A série de smartphones Mi 10 tem como grandes atrativos o processador Snapdragon 865, tela AMOLED com 90Hz de taxa de atualização e câmera principal de 108MP com suporte a gravação em resolução 8K. Outro fator é o preço competitivo em relação a concorrentes como o Galaxy S20, por exemplo.

Xiaomi Mi 10 e Mi 10 Pro são fortes concorrentes da linha Galaxy S20 da Samsung (Reprodução)

Com o surto do Coronavírus, a nova linha Mi 10 está com a logística e produção prejudicada, inclusive com o lançamento do aparelho adiado após o cancelamento da MWC 2020. A previsão é que os smartphones desembarquem aqui no Brasil ainda nesse primeiro semestre. Ansiosos?

Fonte: Weibo  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.