Xiaomi deve lançar mais 3 celulares com Snapdragon 870 este ano, diz site

Por Diego Sousa | Editado por Wallace Moté | 08 de Abril de 2021 às 12h10
Divulgação/Redmi

A Xiaomi vem expandindo seu portfólio de celulares topo de linha nos últimos meses com modelos equipados com os chips Snapdragon 888 e Snapdragon 870, este último sendo uma espécie de "processador de ponta intermediário", o que permite diminuir o custo final dos aparelhos para os usuários — a aposta mais recente da empresa equipada com a plataforma foi o Mi 10S, que chegou ao mercado pelo equivalente a R$ 2,9 mil em conversão direta.

Bom, parece que a estratégia da Xiaomi vem dando certo, pois novas informações sugerem que a marca chinesa pretende lançar mais três smartphones este ano com o Snapdragon 870. Infelizmente, ainda não há nenhuma informação sobre a ficha técnica dos aparelhos, mas, considerando o posicionamento das linhas atualmente à venda da fabricante, pode-esperar que eles façam parte da família Redmi K40.

A Redmi, subsidiária da Xiaomi, já apresentou a linha K40 em fevereiro deste ano em três modelos, sendo o mais básico equipado com o chip topo de linha da Qualcomm. No entanto, assim como ocorreu no lançamento da geração anterior, onde houveram inúmeras variantes do Redmi K30 — e muitos deles compartilham de muitas das configurações, devemos ver ainda mais modelos para a família Redmi K40 sendo apresentados ao longo de 2021.

Redmi K30 teve muitas variantes ao longo de 2020 (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

A plataforma Snapdragon 870 foi apresentada em janeiro deste ano como uma versão turbinada do Snapdragon 865 Plus, este que já era uma evolução do 865 — ou seja, ele poderia muito bem ser batizado como "865 Plus+". Ele mantém a estrutura dos antecessores, contando com oito núcleos de processamento divididos em três blocos: a CPU principal Cortex-A77 com incríveis 3,2 GHz — contra 3,09 GHz do 865+ e 2,84 GHz do 865.

Os demais núcleos mantêm as configurações dos irmãos mais antigos, sendo três Cortex-A77 rodando a 2,42 GHz e quadro Cortex-A55 trabalhando a 1,8 GHz. A parte gráfica também recebeu melhorias, com uma GPU Adreno 650 operando a 670 MHz, contra 587 MHz do Snapdragon 865. Vale lembrar que o processador traz suporte para redes 5G graças ao modem Snapdragon X55, incluindo as redes de alta velocidade mmWave.

Snapdragon 870 é o segundo chip mais potente do portfólio da Qualcomm (Imagem: Divulgação/Qualcomm)

No Brasil, o único aparelho à venda equipado com o processador Snapdragon 870 é o Motorola Moto G100, que representou um salto gigantesco na linha Moto G e promete acirrar o mercado de celulares "premium básico" nacional. O preço, como foi comentado acima, é outro diferencial, já que custa menos que o poderoso Snapdragon 888 e é também muito potente.

Fonte: Gizmochina  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.