Vivo e Oppo anunciam carregadores super-rápidos de até 125 W

Por Diego Sousa | 13 de Julho de 2020 às 10h31
Xiaomi
Tudo sobre

Oppo

Saiba tudo sobre Oppo

Ver mais

Conforme já havia sido vazado por alguns especialistas do mercado, a briga de quem apresentará a solução de carregamento móvel mais rápido continuará com as fabricantes chinesas. Nesta segunda-feira (13), a Vivo, sob a submarca iQOO, lançou o primeiro carregador de 120 W do mundo, mas seu reinado como mais potente do planeta deve durar até a próxima quarta (15), quando a Oppo anunciará a sua tecnologia de 125 W.

A data foi confirmada pela empresa em publicação no Twitter nesse domingo (12). Atualmente, a Oppo ainda é a marca que detém a tecnologia de carregamento mais rápida do mercado com o sistema Super VOOC — a promessa é recarregar um celular completamente apenas 35 minutos.

Rivalidade amigável

Tanto a Oppo quanto a Vivo pertencem ao grupo chinês BBK Electronics, portanto não chega a ser uma grande surpresa a proximidade dos anúncios. Durante o lançamento de hoje, a Vivo destacou que conseguiu chegar a essa potência dividindo a bateria do celular em duas células de 2.000 mAh cada, com ambas carregando a 5 V / 12 A (60 W). A soma dos dois carregamentos é feita através de um chip personalizado para atingir a velocidade total, com 97% de taxa de conversão.

Segundo a empresa, os futuros lançamentos da marca com suporte ao 120 W Ultra-Fast charging serão equipados com um sistema de resfriamento líquido para regular a temperatura interna do dispositivo. A informação bate com recentes rumores de que a submarca IQOO lançaria um celular gamer com a tecnologia já neste ano.

Ainda não há informações se o sistema da Oppo será semelhante ao da "rival", mas saberemos de todos os detalhes nesta quarta.

Xiaomi fica para trás

A Xiaomi é outra fabricante que deve brigar diretamente com a Vivo e a Oppo no segmento. Recentemente, foi publicado na rede social Weibo um vídeo exibindo um suposto carregador da Xiaomi de 120 W, 20 W a mais do que a própria empresa já havia confirmado durante um evento em 2019. Não se sabe, no entanto, se a marca atualizou o sistema para competir com as rivais.

Fonte: Oppo; Gizmochina  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.