Varejistas chinesas cortam preços de iPhones para tentar aquecer vendas

Por Thaís Augusto | 06 de Março de 2019 às 15h45
Tudo sobre

Saiba tudo sobre iPhone XS

Ficha técnica

Um verdadeiro negócio da China: varejistas do país baixaram o preço de iPhones após mais uma desaceleração prolongada na venda dos produtos. É a segunda vez no ano que um corte é promovido para tentar reaquecer as vendas naquele que é considerado o maior mercado mundial de smartphones.

Nesta semana, diversos fornecedores passaram a anunciar descontos em iPhones. A última redução de preços havia acontecido em janeiro, pouco antes da Apple divulgar um balanço que apontava queda nas vendas chinesas.

A varejista Suning.Com cortou 1.000 yuan (US$ 148,95) do preço original do iPhone XS. No começo do ano, a empresa já havia baixado preços de outros modelos do iPhone.

O site de comércio eletrônico Pinduoduo, famoso por comercializar produtos baratos, confirmou que venderá o iPhone XS de 64 GB por 6.999 yuan – um corte de 1.000 yuan do preço original.

A gigante do varejo JD.com disse que oferecerá descontos em uma série de produtos da Apple, incluindo o iPhone XS e XS Max. Os descontos chegarão ao valor de 1.700 yuan. Assim como a Suning, a JD havia promovido cortes em iPhones no início do ano.

As vendas da Apple na China caíram 20% na comparação anual, de acordo com o relatório financeiro mais recente da empresa. O aumento da concorrência de marcas locais afetou seu domínio no país.

A redução dos preços é um reflexo da estagnação e queda nas vendas dos produtos da Apple. A baixa demanda atinge especialmente o iPhone XS Max, um modelo premium da empresa. Em janeiro, a Maçã até diminuiu o ritmo de fabricação de seus smartphones.

Agora, a expectativa da Apple é que cerca de 43 milhões de aparelhos saiam das fábricas chinesas até o final de março, contra uma previsão anterior de 48 milhões de unidades.

Procuradas pela Reuters, Apple, JD e Pinduoduo não responderam aos pedidos de comentários. Já a Suning não pôde ser contatada.

Fonte: Reuters

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.