Samsung promete “inspecionar exaustivamente” unidades do Galaxy Fold com defeito

Por Rafael Arbulu | 18 de Abril de 2019 às 10h55
Twitter/Mark Gurman
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Galaxy Fold

Ficha técnica

Ainda que tenha se esgotado na pré-venda, o Galaxy Fold já vem trazendo dores de cabeça à Samsung antes mesmo de chegar às prateleiras. Nesta quarta-feira (17) surgiram vários tweets com relatos e imagens de jornalistas que receberam cópias para análise do aparelho, que apresentou defeitos nas telas sem motivo aparente. Hoje (17), a Samsung prometeu, via comunicado, “inspecionar exaustivamente” os aparelhos que apresentaram defeito.

A fabricante, porém, indica que parte disso pode ser culpa do usuário. Aparentemente, o Galaxy Fold vem com uma espécie de película protetora que, por mais natural que seja a ideia de tirá-la, deve ser mantida no aparelho. A cópia enviada ao site The Verge, por exemplo, desenvolveu uma elevação no canto de uma das telas, o que levou-a a quebrar após a remoção dessa película.

Unidades de imprensa do Galaxy Fold apresentaram problemas no display principal do smartphone dobrável: Samsung promete investigar

“Um limitado número de amostras do Galaxy Fold foi enviado à imprensa para análise. Recebemos relatos relacionados ao display principal das unidades distribuídas. Nós vamos inspecionar exaustivamente essas unidades a fim de determinar o que causou esse problema. Separadamente, alguns dos analistas disseram ter removido a camada superior do display, causando danos à tela. O display principal do Galaxy Fold traz uma camada protetiva superior, que é parte integral da estrutura de telas, desenhada para proteger o aparelho contra riscos acidentais. Remover a camada protetiva ou prender adesivos à ela pode causar danos. Vamos nos certificar de que essa informação seja entregue com clareza aos nossos consumidores”, diz o comunicado da Samsung.

A companhia diz que, segundo seus testes próprios, o Galaxy Fold aguentará até 200 mil “dobras e desdobras”. Diversos jornalistas, porém, levantaram dúvidas quanto a isso em seus perfis oficiais no Twitter, onde compartilharam vídeos com os defeitos do display.

Um deles é Steve Kovach, editor de tecnologia da CNBC. Ele postou uma imagem em que mostra o lado esquerdo da tela de 7 polegadas piscando. Na legenda, apenas “depois de um dia de uso”.

Caso semelhante é o de Mark Gurman, redator de tecnologia da Bloomberg. A foto que ele postou mostra um aparelho com problemas também no lado esquerdo da tela. Contudo, o erro extrapola apenas um lado. “A tela do meu Galaxy Fold [enviado] para review está completamente destruída e inutilizável com apenas dois dias. Difícil saber se isso é endêmico ou não”. Ele ainda explica que quando toca na tela, fica a marca do dedo. Segundo ele, a Samsung deve enviar um novo aparelho.

Dieter Bohn, editor do The Verge, passou pelo mesmo problema. Ele não divulgou foto no Twitter, mas informou que estava no grupo dos aparelhos com cenário semelhante. No site, ele relata que há um pequeno furo no vinco da tela, o que provavelmente causou a falha. “Independente do que foi, certamente não foi porque eu tratei mal o telefone. Fiz coisas normais, como abrir e fechar e colocar no meu bolso”, aponta em seu texto.

O Samsung Galaxy Fold tem previsão de lançamento para 26 de abril nos EUA e início de maio na Europa. Ainda não há informação de sua disponibilidade em outros mercados.

Fonte: The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.