Samsung enfrenta ação coletiva por falha em vidro do Galaxy S20 Ultra

Samsung enfrenta ação coletiva por falha em vidro do Galaxy S20 Ultra

Por Felipe Junqueira | Editado por Wallace Moté | 30 de Abril de 2021 às 17h50
Divulgação/Samsung

Há cerca de um ano, relatos de problema com o vidro de proteção da câmera do Galaxy S20 Ultra surgiram na internet, em casos descritos como uma suposta falha que fazia com que o vidro se quebrasse “sozinho”. Agora, consumidores afetados pelo problema foram à Justiça contra a Samsung.

De acordo com o site Business Wire, consumidores entraram com uma ação coletiva contra a gigante sul-coreana nos Estados Unidos, alegando que o vidro de proteção da câmera traseira quebrou inesperadamente durante o uso normal, segundo alegação da firma de advocacia Hagens Berman. À época da divulgação do problema, a Samsung alegou que o problema seria de mau uso, e cobrou o reparo dos consumidores em valor próximo a US$ 400.

Segundo a ação, um embaixador do Samsung Care teria declarado no fórum da empresa que o problema ocorria devido a um “aumento de pressão” sob o vidro. Ou seja, pelo lado de dentro, o que poderia descartar mau uso, segundo a argumentação do escritório de advocacia.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Além disso, um consumidor alega que o problema voltou a aparecer mesmo depois de um primeiro reparo.

Um dos Galaxy S20 Ultra afetados pelo problema no vidro da câmera traseira (Imagem: Reprodução/SamMobile)

A ação, apresentada no dia 27 de abril de 2021 em um tribunal de Nova Jérsei, pretende garantir aos consumidores compensações financeiras para, além de cobrir os custos do conserto, reparar parte da perda do valor de revenda do dispositivo. No entanto, o valor não deve ser muito alto para cada usuário representado na ação coletiva.

A Samsung não se manifestou sobre o caso até o momento. Não custa lembrar que o número de unidades afetadas não é muito grande, e que aparentemente apenas usuários dos Estados Unidos sofreram com o problema.

Fonte: Business Wire

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.