Redmi Note 9 Pro chega ao mercado com foco em autonomia

Por Diego Sousa | 12 de Março de 2020 às 10h30
Reprodução/YouTube
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Redmi Note 9 Pro

Ficha técnica

A linha Redmi Note, da Xiaomi, foi uma das mais vendidas pela empresa ao redor do mundo em 2019. Por isso, o sucessor do Redmi Note 8, que bateu recordes na Índia, foi muito aguardado por diversos consumidores.

Agora, a espera acabou. A Xiaomi realizou uma conferência online, nesta quinta-feira (12), para oficializar o novo Redmi Note 9. Deixando a versão padrão de lado, a nova geração chega ao mercado nas versões Pro e Pro Max, equipados com quatro câmeras traseiras, processador Snapdragon 720G e foco em jogos e autonomia. Confira abaixo todas as novidades sobre os smartphones.

Redmi Note 9: preço e disponibilidade

Novos Redmi Note 9 terão três cores comercializadas (Imagem: Reprodução/Redmi)

As vendas do Redmi Note 9 Pro começam no dia 17 de março, na Índia, enquanto o Redmi Note 9 Pro Max estará disponível apenas no dia 25 do mesmo mês. As cores comercializadas são azul, branco e preto. Esses são os preços oficiais:

Redmi Note 9 Pro

  • 4 GB de RAM + 64 GB de armazenamento: 12.999 rupias (aproximadamente R$ 820);
  • 6 GB de RAM + 128 GB de armazenamento: 15,999 rupias (cerca de R$ 1.000).

Redmi Note 9 Pro Max

  • 6 GB de RAM + 64 GB de armazenamento: 14,999 rupias (aproximadamente R$ 930);
  • 6 GB de RAM + 128 GB de armazenamento: 16,999 rupias (cerca de R$ 1.070);
  • 8 GB de RAM + 128 GB de armazenamento: 18,999 rupias (aproximadamente R$ 1.180).

A Índia é o segundo maior mercado de smartphones do mundo, o que justifica o lançamento dos aparelhos primeiro neste país, assim como aconteceu com os novos Mi 10. Apesar do anúncio, ainda não há informações sobre o lançamento global, nem se o smartphone irá chegar às prateleiras brasileiras em parceria com a representante Grupo DL.

Redmi Note 9 Pro e Pro Max: design e tela

O Redmi Note 9 Pro tem câmera frontal em formato punch-hole (Imagem: Reprodução/Redmi)

O design dos novos modelos da linha é bem diferenciado em relação a linhas anteriores. A começar pela disposição das quatro câmeras, que tem um arranjo quadrado na parte traseira. Ambos são construídos em vidro Gorilla Glass 5, mas a variante mais potente possui traseira de vidro 3D curva, chamada de "Aura Balance".

Felizmente, há entrada de 3,5 mm para fones de ouvido, assim como sensor infravermelho na traseira. Não foi dessa vez que a Redmi incluiu seu novo sensor de digitais sob a tela LCD, mas ele fica na lateral.

Na parte frontal, os novos Redmi Note 9 seguem a tendência dos smartphones mais atuais: tela infinita e um furo no display para abrigar a câmera frontal.

Eles são equipados com a mesma tela de 6,67 polegadas com resolução Full HD+ e tecnologia IPS LCD. Diferente da concorrência, a Xiaomi manteve a taxa de atualização de 60Hz.

Redmi Note 9 Pro e Pro Max: bateria

A linha Redmi, da Xiaomi, aumentou a capacidade das baterias recentemente, começando com o Redmi 8A, que possui 5000 mAh de bateria.

Ambos os novos modelos ostentam 5020 mAh. O valor indica maior duração e autonomia de bateria e é um pouco maior, quando comparado com modelos topo de linha, como o Samsung Galaxy S20, que possui bateria de 5.000 mAh.

Além disso, a linha também tem suporte para carregamento rápido, mas o Redmi Note 9 Pro possui "apenas" 18 W, enquanto o Redmi Note 9 Pro Max traz 33 W.

Redmi Note 9 Pro e Pro Max: performance

Contrariando alguns rumores de que o Redmi Note 9 seria equipado com um processador da MediaTek, tanto a versão Pro quanto a Pro Max trazem o novo Snapdragon 720G, opção intermediária com foco em games.

Quanto às opções de memória e armazenamento, o Redmi Note 9 Pro possui variantes de até 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento, enquanto o Pro Max traz até 8 GB de RAM.

Redmi Note 9 Pro e Pro Max: câmera

O Redmi Note 9 Pro Max tem um conjunto de câmeras melhor (Foto: Reprodução/Redmi)

Uma das grandes novidades da linha é a disposição quadrada do conjunto de câmeras para ambos os modelos e a promessa de que as câmeras trarão maior performance e melhor experiência.

Das câmeras traseiras, o Redmi Note 9 Pro seguiu o modelo do Redmi Note 8, com 48 MP da câmera principal, uma secundária de 8 MP (grande-angular), 5 MP de Macro e sensor de profundidade de 2 MP.

Já no Redmi Note 9 Pro Max, a única diferença é o sensor principal, que traz 64MP (Samsung ISOCELL Bright GW1). Na câmera frontal, a versão Pro tem 16 MP, enquanto a Pro Max traz 32 MP.

Redmi Note 9 Pro e Pro Max: ficha técnica

Redmi Note 9 Pro

  • Tela: 6,67" com tela Gorilla Glass 5;
  • Processador: Snapdragon 720G;
  • Armazenamento: até 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento;
  • Câmera traseira: quádrupla, 48 MP principal, 8 MP grande-angular, 5 MP Macro e sensor de profundidade de 2 MP;
  • Câmera frontal: 16 MP;
  • Bateria: 5020 mAh, com carregamento rápido de 18 W;
  • Sistema Operacional: Android 10.0 e MIUI 11.


Redmi Note 9 Pro Max

  • Tela: 6,67" FHD+, 20:9 LCD com tela Gorilla Glass 5;
  • Processador: Snapdragon 720G;
  • Armazenamento: até 8 GB de RAM e 128 GB de armazenamento;
  • Câmera traseira: quádrupla, 64 MP principal, 8 MP grande-angular, 5 MP Macro e sensor de profundidade de 2 MP;
  • Câmera frontal: 32 MP;
  • Bateria: 5020 mAh, com carregamento rápido de 33 W;
  • Sistema Operacional: Android 10.0 e MIUI 11.

E aí, o que você achou dos novos da linha Redmi?

Colaboração: Matheus Costa.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.