Novo celular da POCO pode ser um Redmi 9 com novo nome

Por Felipe Junqueira | 25 de Junho de 2020 às 14h40
Reprodução/XDA-Developers
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Redmi 9

Ficha técnica

A Xiaomi aparentemente liberou a marca POCO para atuar separadamente na Índia unicamente para rebatizar smartphones Redmi no segundo maior mercado do mundo. É o que concluímos ao analisar os lançamentos já feitos até o momento. E a questão agora é reforçada por uma certificação descoberta pelo XDA Developers.

O aparelho da vez seria o Redmi 9, recém-lançado na Europa — e já certificado na Anatel, mas ainda não anunciado por aqui. De acordo com um documento encontrado na listagem TUV Rheinland, os modelos global e chinês do celular são registrados como Redmi, enquanto o indiano é relacionado como POCO.

O modelo em questão é o M2004J19, que possui cinco variantes. São as três versões de cada região, cada uma com uma letra ao final indicando isso — G para global, I para Índia e C para China — mais duas que trazem uma dupla de letras ao final. Uma delas, o modelo M2004J19PI, é relacionada à marca POCO.

Certificados de um modelo Redmi/POCO (Imagem: Reprodução/TUV Rheinland)

O Redmi 9 ainda não foi anunciado oficialmente no país asiático, o que pode indicar a chegada por lá com a outra marca da Xiaomi. Não é o primeiro Redmi a desembarcar em solo indiano como POCO: isso já aconteceu com o Redmi K30 4G, lançado como Poco X2, e com a versão 5G do K30 Pro, que virou Poco F2 Pro na Índia.

Não se sabe qual seria o nome do Redmi 9 caso seja rebatizado na Índia, mas o XDA Developers aposta em POCO M2, já que outro rumor, do POCO M2 Pro, aponta um modelo diferente, de número M2003J6CI, muito parecido com o número de modelo do Redmi Note 9S.

É verdade que o Pocophone original foi realmente um celular inédito quando chegou ao mercado, mas o ressurgimento da marca POCO, até agora, só rebatizou alguns modelos da Redmi, prática que a Xiaomi tem mantido em 2020 e deixa até mesmo nós, que cobrimos o dia a dia do mercado, meio perdidos de vez em quando. Ou alguém entendeu a confusão de Redmi Note 9/9S/9 Pro/9 Max com variantes com outros nomes na China?

Enfim, por ora, a POCO segue restrita ao mercado indiano neste retorno. A Xiaomi até trouxe o Pocophone F1 ao Brasil quando anunciou o retorno oficial da empresa por aqui ano passado, então, quem sabe veremos outro modelo com a marca por aqui no futuro? Ficaremos no aguardo, tentando não nos perder nessa avalanche de modelos que a Xiaomi despejou no mercado em um semestre.

Redmi 9 a caminho do Brasil?

Como mencionamos lá em cima, o Redmi 9 está homologado na Anatel. A documentação tem data de 4 de junho e mostra apenas que o dispositivo tem suporte a todas as frequências de redes móveis do país e conecta também ao 5 GHz do Wi-Fi, além do mais popular 2,4 GHz.

Infelizmente, porém, não há qualquer indicação de quando este modelo será oficializado por aqui. Considerando os preços que a Xiaomi Brasil tem cobrado pelos celulares, porém, não dá para ficar muito empolgado por mais este lançamento.

Certificação do Redmi 9 na Anatel (Imagem: Reprodução/Anatel)

Fonte: TUV Rheinland via XDA Developers

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.