Mi Note 2, novo flagship da Xiaomi, poderá ter tela curva

Por Redação | 15 de Agosto de 2016 às 10h59

Parece que as telas curvas são a nova tendência no mundo dos smartphones. Com o Galaxy Note7, a Samsung praticamente mandou uma mensagem falando que seus futuros modelos top de linha terão a mesma tela curvada nas bordas. Embora os chineses não sejam muito estranhos a esse design, a Xiaomi, uma das maiores empresas de eletrônicos da China, era resistente à ideia - ao menos até agora. Isso pode mudar se o vazamento que mostra o Mi Note 2 com tela curva for real.

Ainda existe um debate muito acalorado sobre se essas bordas laterais curvas possuem realmente algum benefício substancial ou se são características meramente estéticas. É inegável que esse ainda é um recurso marcante e que chama atenção, principalmente por ser uma novidade que ainda não foi muito disseminada. Um dos argumentos que as empresas utilizam para justificar o novo formato é que ele facilita o movimento de jogar a tela para os lados a fim de acessar outras funcionalidades. Esse aí pelo menos não cola, já que as telas planas até hoje funcionam muito bem para isso. Já quando se fala em adicionar novas funções nessa continuidade do display, a coisa pode mudar, apesar de ainda não existir nada muito impressionante.

Mi Note 2

(Imagem vazada por site chinês revela uma possível tela com curvas nas bordas laterais)

Algumas fabricantes chinesas, e até mesmo a BlackBerry, já tinham embarcado nessa moda, mas não a Xiaomi, famosa por se basear firmemente no design dos iPhones. Mas com o Mi Note 2 talvez a história possa mudar. De qualquer forma, ainda são apenas rumores. Ainda não se sabe ao certo se a empresa vai usar a mesma estratégia da Samsung de disponibilizar dois modelos ao mesmo tempo, um com tela curva e outro com tela plana; mas, pela tradição dos seus antigos modelos, há a chance de que a nova tela seja a única opção disponível no mercado.

Em relação às especificações, espera-se que o Mi Note 2 seja lançado para bater de frente com o Galaxy Note7, embalado por um processador Qualcomm Snapdragon 820, 4 GB ou 6 GB de memória RAM e 64 GB ou 128 GB de armazenamento interno. Uma diferença significativa é que o display de 5,7 polegadas poderá ter uma resolução “apenas” Full HD. Já a tradicional stylus, presente nos smartphones da sul-coreana, ainda é uma incógnita

Via: SlashGear