Lenovo pode reviver Motorola RAZR em aparelho com tela dobrável

Por Wagner Wakka | 16 de Janeiro de 2019 às 16h22
iPhones.ru
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Motorola Razr 2019

Ficha técnica

Os smartphones dobráveis estão na moda, e é por isso que a Lenovo vai apostar neste mercado em 2019. O mais interessante é que o aparelho pode ser a volta da linha Motorola RAZR, famosos na década passada. A aposta da Lenovo seria em um device com preço na casa de US$ 1.500, perto de R$ 5.570.

A informação vem do jornal The Wall Street, que disse ter conversado com uma pessoa próxima do projeto. Com isso, a Lenovo teria fechado uma parceria com a Verizon, que vai vender o novo produto com exclusividade nos Estados Unidos já em fevereiro. A reportagem ainda explica que o aparelho está em fase de testes, o que pode adiar a data oficial de lançamento dele para além do mês que vem.

O jornal também levanta que a Lenovo tem intenção de fabricar pelo menos 200 mil smartphones destes. A ideia é incentivar usuários a manter aparelhos mais tempo na mão, com especificações mais robustas. Contudo, a fonte não revelou quais seriam as configurações do aparelho, ou se a empresa manteria o mesmo padrão de antigamente.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Uma das versões da linha RAZR fez muito sucesso aqui em meados dos anos 2000. Chamado de Motorola V3 por aqui, ele trazia uma tela ultrafina em flip. A empresa pode apostar na nostalgia para tentar trazer de volta estes usuários.

Motorola Razr (Foto: Divulgação/Motorola)

A aposta da Motorola pode fazer sentido, já que a Samsung já apresentou protótipos de seus aparelhos com tela dobrável na Consumer Electronics Show (CES) deste ano, mostrando que a tecnologia já é realidade.

Esta não é a primeira vez que a marca Motorola volta para o mercado. Em 2011, a empresa lançou o Droid RAZR, um aparelho modesto, mas que não chamou muita atenção. A proposta de trazer de volta a marca para este aparelho pode ajudar a reviver o apelo nostálgico pelos aparelhos dobráveis.

Vale lembrar também que, em maio do ano passado, uma patente da Motorola já mostrava a intenção de lançar um device com telas, na época, chamadas de flexíveis. A Lenovo comprou a Motorola Mobility em 2014, após acordo com a Google.

Fonte: The Wall Street Journal

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.