iPhone 6S deve contar com tecnologia Force Touch, mas dispensar câmera dupla

Por Redação | 03 de Março de 2015 às 17h33
photo_camera Divulgação

Na próxima segunda-feira (9), a Apple estará mais uma vez no centro das atenções com um evento especial que será realizado em San Francisco, na Califórnia. É lá que a empresa deve dar os detalhes finais (e oficiais) do Apple Watch e, agora que o relógio está a um mês de chegar ao mercado, os holofotes se voltam para a próxima geração de smartphones da companhia, que deve ser batizada de iPhone 6S.

Um dos rumores mais recentes sobre o smartphone vem do site Appleinsider, que informa que o celular poderá vir com o Force Touch, um recurso sem muitos dados divulgados pela Maçã e que deve fazer sua estreia no smartwatch da gigante de Cupertino. De acordo com as fontes ouvidas pelo portal, a tecnologa Force Touch, além de ter muito mais sensibilidade aos toques feitos pelo usuário na tela, é capaz de sentir a intensidade desses mesmos toques. O componente pode determinar com precisão um toque simples, ao abrir um app, por exemplo, ou um pressionar mais firme.

Na página dedicada ao Apple Watch, a empresa descreve o Force Touch como uma tecnologia que "usa eletrodos minúsculos ao redor da tela Retina para distinguir entre um toque leve e uma pressão. Ele ativa vários comandos específicos – como um menu de ações do Mensagens ou o modo que permite escolher entre diferentes mostradores – na hora que você quiser. É a inovação mais importante na tecnologia tátil desde o Multi-Touch".

Segundo os informantes, a Apple cogitou incluir o Force Touch nos iPhones 6 e 6 Plus, lançados no ano passado. No entanto, a empresa teria removido o recurso dos aparelhos por problemas de calibração, que só teriam sido solucionados agora com a chegada do Apple Watch. Como a companhia soube adaptar a função para um dispositivo bem menor, as fontes acreditam que não seria difícil implementá-la em gadgets maiores – no caso os novos smartphones.

Outra possível complicação seria o fato da Apple ter de remodelar quase toda a interface de usuário do iOS para suportar o Force Touch. Além disso, a companhia teria de disponibilizar novas ferramentas aos desenvolvedores para facilitar a personalização de aplicativos que dependem de um toque simples ou de uma pressão maior para abrir.

Câmera

As fontes também disseram ao Appleinsider possíveis detalhes da câmera traseira do iPhone 6S, que não deve trazer um sistema duplo de captação (mecanismo de câmeras com duas lentes). O motivo é simples: a companhia teria de construir uma nova estrutura para todos os outros componentes do aparelho, esforço este que não seria lucrativo para a empresa e geraria custos desnecessários. Isso significa que ainda não será neste ano que os usuários terão um iPhone com essa tecnologia de câmera dupla.

Por fim, a Apple deve seguir a estratégia adotada com o iPhone 6 e lançar dois modelos distintos da versão 6S que, como de costume, não teria grandes mudanças no design, mas sim no software. Os aparelhos viriam em tamanhos distintos, preservando as 4,7 e 5,5 polegadas.

É sempre bom lembrar que essas informações não foram confirmadas pela Apple e, portanto, devem ser tratadas como rumor.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.