Huawei pode reviver câmera com abertura variável do Galaxy S9

Huawei pode reviver câmera com abertura variável do Galaxy S9

Por Victor Carvalho | Editado por Wallace Moté | 25 de Agosto de 2021 às 12h09
LetsGoDigital

Quando os novos Galaxy S9 e Galaxy S9 Plus foram apresentados em 2018 a Samsung dedicou grande parte do seu evento de anúncio para detalhar o novo sistema de abertura variável presente nos dispositivos, adotando um ajuste mecânico para permitir maior ou menor passagem de luz. O recurso foi removido duas gerações depois com o lançamento do Galaxy S20, mas parece que outra empresa estaria de olho em um sistema semelhante.

Uma nova patente registrada pela Huawei e descoberta pelo site neerlandês LetsGoDigital revela detalhes a respeito de um sistema de abertura variável que ajusta as seis lâminas do diafragma em duas posições: uma mais fechada para permitir menos passagem de luz, o que resulta em fotos mais nítidas em condições de luminosidade abundante, e uma mais aberta para a passagem de mais iluminação, sendo mais indicada para cenários noturnos.

(Imagem: Reprodução/LetsGoDigital) 

Podemos ver na imagem que o sistema ajustável apresenta uma espessura considerável, o que poderia aumentar o tamanho do módulo de câmera de futuros smartphones da empresa caso o projeto de abertura variável esteja, de fato, em desenvolvimento.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Como o próprio futuro da Huawei ainda é incerto, não podemos cravar com certeza que o sistema será utilizado em um futuro celular da fabricante, uma vez que as vendas da empresa despencaram em todo o mundo desde as sanções impostas pelo governo dos Estados Unidos, ficando fora do ranking de maiores fabricantes de celulares até mesmo em seu país natal, a China.

Apesar do recente anúncio da linha Huawei P50 e informações sobre o lançamento da futura linha Nova 9, a escassez de processadores em todo o mundo afeta as grandes concorrentes da Huawei e ainda mais a própria empresa por conta dos embargos que impedem que a fabricante utilize tecnologias desenvolvidas por empresas dos EUA.

Fonte: LetsGoDigital

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.