Executivo diz que Honor Magic 3 "não tem nada a ver" com linha Huawei Mate 50

Executivo diz que Honor Magic 3 "não tem nada a ver" com linha Huawei Mate 50

Por Gustavo de Lima Inacio | Editado por Wallace Moté | 16 de Agosto de 2021 às 15h00
Reprodução/Honor

No ano passado, a Honor se separou da Huawei e passou a ter um leque de produtos próprios, se desvencilhando da empresa que tem seus problemas com o governo dos Estados Unidos. Recentemente, ela trouxe seus mais novos topos de linha, com a série Magic 3, que, segundo o CEO da empresa, não têm nenhuma ligação com o Mate 50, lançamento de sua ex-matriz previsto para este ano.

A linha composta pelos Magic 3, Magic 3 Pro e Magic 3 Pro+ tem um visual que lembra muito outros smartphones da Huawei já apresentados, com linhas que se assemelham a modelos como os Mate 40, trazendo um círculo na traseira para abrigar as suas câmeras. Na frente, tem uma pílula no canto esquerdo que guarda a câmera frontal e o sensor Time of Flight.

Durante uma entrevista, o CEO da Honor Zhao Ming foi questionado sobre essas semelhanças e se o Mate 50 manteria essa similaridade com a linha da Huawei, o que foi prontamente negado.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

(Imagem: Reprodução/Honor)

O executivo ressaltou que as empresas se separaram desde novembro, e a linha Magic 3 serve para mostrar o poder da Honor. Com o desmembramento em 17 de novembro de 2020, ele não sabe como o Mate 50 vai se parecer, e ressalta que o Honor Magic 3 não tem nada a ver com ele.

A linha foi apresentada com câmeras poderosas, com direito a uma câmera principal de 50 MP com sensor Sony e uma secundária que oferece zoom óptico de 3,5x e zoom digital de até 100x. Além disso, são os primeiros do mundo a contar com o processador Qualcomm Snapdragon 888+.

A série Honor Magic 3 tem preço sugerido a partir de 900 euros, cerca de R$ 5.500 na conversão direta e sem a adição dos impostos nacionais. No entanto, ainda não está claro em quais países os produtos serão lançados.

Fonte: MyDrivers, GizChina

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.