Tamanho do pixel é mais importante que resolução em fotos, defende CEO da Huawei

Por Felipe Junqueira | 24 de Julho de 2020 às 15h15
Reprodução
Tudo sobre

Huawei

Saiba tudo sobre Huawei

Ver mais

O diretor-executivo da Huawei saiu em defesa da tecnologia que a empresa tem utilizado nas câmeras de seus principais smartphones em detrimento dos sensores com altíssima resolução, como os utilizados no Mi 10 Pro e Galaxy S20 Ultra. Em uma publicação na rede social chinesa Weibo, Richard Yu explicou que ainda vê mais benefícios em usar um sensor com resolução menor, mas pixels maiores, em vez de apostar nos 108 MP com pixels menores.

“Uma análise de produto recente da solução de câmera em smartphones mostra que o efeito real dos 100 MP não é tão bom quanto o sensor extra com pixels grandes. Mesmo que os 100 MP combinem vários pequenos pixels para transformar em pixels maiores, ainda há falhas”, escreveu o executivo.

Em outras palavras, Yu acredita que a solução da Huawei utilizada desde a série P30 é mais eficaz que os sensores de resolução gigantesca que se tornaram febre entre as fabricantes este ano. De acordo com o executivo, mesmo que pixels menores se juntem para formar um maior, há um "vão", uma espécie de ponto cego de luz na hora de juntar as informações.

P40 Pro tem sistema fotográfico que vai além dos megapixels (Foto: DxOMark)

Basicamente, mais vale uma câmera de resolução mais baixa com pixels maiores, para captar mais luz em um único pixel, do que uma resolução gigantesca, com captação de luz menor em cada microponto da imagem. Isso porque a soma de pixels gera pequenas falhas que alteram o resultado final, concluiu a Huawei.

“O ato de tirar fotos não está ligado somente ao número de pixels. É um sistema que inclui a combinação do número de pixels, tamanho do pixel, processador original, algoritmo do software e capacidades do chip”, observou Yu.

O argumento de Yu vale tanto para as câmeras de 108 MP como para o sensor de 50 MP que a Samsung anunciou recentemente, que soma quatro pixels em um para tentar aumentar a captação de luz.

Ranking mobile atual do DxOMark (Foto: Reprodução/DxOMark)

Por ora, os dispositivos da Huawei dominam o benchmark mobile DxOMark, referência na avaliação de câmeras de celulares, com o P40 Pro na primeira colocação, o Honor 30 Pro+ na segunda (a Honor é subsidiária da Huawei), e o Mate 30 Pro na quinta posição. Uma amostra no mundo real que megapixel não é tudo em fotografia.

Fonte: Weibo

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.