Galaxy A71: ainda vale a pena comprar?

Galaxy A71: ainda vale a pena comprar?

Por Diego Sousa | Editado por Léo Müller | 13 de Setembro de 2021 às 10h10
PhonAndroid

O Galaxy A71, lançado no começo de 2020, já ganhou uma nova versão em 2021 com tela melhor, novo conjunto fotográfico e construção mais resistente. Entretanto, com o aumento nos preços dos smartphones nos últimos meses, muitos consumidores se perguntam se ainda é uma boa opção considerar o celular mais antigo frente ao mais recente.

Equipado com tela Super AMOLED, 6 GB de RAM, Android atualizado e chipset Snapdragon 730, será que o Galaxy A71 ainda vale a pena em 2021? As mudanças trazidas pelo A72 são suficientes para esquecer o modelo anterior? Continue a leitura para conferir!

Prós

  • Tela Super AMOLED de qualidade;
  • Desempenho agradável;
  • Câmeras decentes;
  • Bateria de longa duração.

Contras

  • Construção é muito básica.

Galaxy A72: construção e design

Por ser um aparelho do começo de 2020, o Galaxy A71 segue a identidade visual dos aparelhos da época, o que pode dividir opiniões. O aparelho tem um módulo fotográfico em formato de dominó, enquanto a tampa traseira apresenta um plástico bem básico e que passa uma sensação de fragilidade — definitivamente, o design não é um dos seus pontos fortes.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

(Imagem: Divulgação/Samsung)

Pelo menos, o kit de entradas e conexões do Galaxy A71 é decente para a atualidade. Temos Wi-Fi dual-band (2,4 GHz e 5 GHz), Bluetooth 5.0, NFC — para pagamentos por aproximação —, porta USB-C, entrada para fones de ouvido, suporte a dois chips de operadora e espaço dedicado para cartão de memória, característica que muitos smartphones atualmente vêm deixando de lado.

Outro ponto positivo do Galaxy A71 é o sensor óptico de impressões digitais sob a tela. A solução é a mesma presente no A72, e o desbloqueio é bem preciso e rápido considerando a tecnologia óptica, mais comum que o ultrassônico dos aparelhos mais potentes das famílias Galaxy S e Note.

A geração anterior do Galaxy A não se destacava muito pelo design, mas o kit de entradas e conexões é muito decente para a atualidade, trazendo Wi-Fi dual band, NFC, porta USB-C e slot para cartão de memória.

Galaxy A71: qualidade da tela

Quando o assunto é tela, o Galaxy A71 não perde em quase nada para a nova geração. Basicamente, temos um display muito semelhante ao do Galaxy A72 em fidelidade de tons escuros, brilho máximo e níveis de contraste. A reprodução das cores é outro destaque da tecnologia Super AMOLED, característica na qual a Samsung é especialista.

(Imagem: Divulgação/Samsung)

Na prática, a reprodução de filmes, séries, jogos e imagens é excelente, digna dos topos de linha da Samsung. O único detalhe que separa os dois aparelhos é a velocidade com que a tela atualiza por segundo. O A72 chegou com uma taxa de atualização de 90 Hz, enquanto a geração passada possui 60 Hz — quanto maior o número, mais fluido o display é em navegação no sistema e em jogos compatíveis.

Ou seja, se você for um usuário menos exigente e que não costuma jogar títulos de ação, por exemplo, vale a pena considerar o Galaxy A71. Além disso, o consumo de bateria tende a ser menor com a velocidade de atualização da tela no modo padrão, aumentando, assim, a duração da bateria.

O restante das configurações é o mesmo: 6,7 polegadas, resolução Full HD+ (2.400 por 1.080 pixels), formato 20:9 e, aproximadamente, 394 densidade de pixels (ppi). A tela do A72 leva uma ligeira vantagem na resistência, já que possui a tecnologia Gorilla Glass 5, enquanto o A71 traz o Gorilla Glass 3, mas basta tomar cuidado que você não deve ter problemas.

Mesmo com mais de um ano após o lançamento, a tela do Galaxy A71 é uma das melhores opções do segmento intermediário. A reprodução de filmes, séries, jogos e imagens é excelente, digna dos topos de linha da Samsung.

Galaxy A71: configurações e desempenho

O desempenho do Galaxy A72 não é muito superior à geração anterior. O A71 possui o chipset Snapdragon 730 da Qualcomm, o equivalente ao Snapdragon 720G do modelo mais recente. Some-se a isso 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento, e você tem um aparelho que consegue rodar os principais aplicativos e jogos da Play Store com qualidade decente.

(Imagem: Divulgação/Samsung)

Além da boa performance mesmo após mais um ano de lançamento, o Galaxy A71 continua sendo atualizado pela Samsung, o que é excelente. O smartphone recebeu o Android 11 com a interface One UI 3 há alguns meses, trazendo as novidades mais recentes da fabricante. Ele também já está garantido para ganhar a nova geração do Android, que deve ser lançada em breve.

Também vale destacar positivamente a autonomia de bateria. Com 4.500 mAh, muito dificilmente você vai esgotar a carga do Galaxy A71 em um dia inteiro. Caso aconteça, saiba que o smartphone inclui um carregador rápido de 25 W na caixa, recarregando-o completamente em cerca de uma hora e 20 minutos.

Galaxy A71: conjunto fotográfico

Outro ponto onde o Galaxy A71 não perde em quase nada para o seu sucessor são as câmeras. O smartphone de 2020 tem os mesmos 64 MP no sensor principal do A72, além dos 12 MP na ultrawide e dos 5 MP na lente macro. Basicamente, a diferença do modelo mais recente é a troca do sensor de profundidade por um telefoto, responsável por produzir imagens por aproximação sem perda de qualidade.

No geral, temos fotos com ótima qualidade em todas as câmeras, oferecendo alcance dinâmico equilibrado, definição decente e o já conhecido pós-processamento da Samsung, que adiciona mais saturação e contraste às imagens para torná-las mais atraentes, prontas para serem postadas nas redes sociais.

A surpresa do conjunto fotográfico, no entanto, é a câmera macro de 5 MP. Apesar de os aparelhos mais recentes já tenham democratizado a resolução em suas configurações, no começo de 2020 foi uma grande surpresa, principalmente porque seus concorrentes possuíam apenas 2 MP. Os resultados são muito positivos, conseguindo lidar muito bem com as cores e a separação dos objetivos.

(Imagem: Divulgação/Samsung)

Em ambientes noturnos, o Galaxy A71 dispõe de um modo noturno tanto na câmera principal quanto na ultrawide, produzindo imagens de boa qualidade, considerando a categoria. Já em selfies, os 32 MP do smartphone fazem um ótimo trabalho, com cores vibrantes e boa definição.

Com relação aos vídeos, o A71 consegue gravar em até 4K a 30 quadros por segundo (fps), mas o recurso "superestável" — que deixa a imagem sem tremidas — da Samsung está disponível apenas em Full HD a 30 fps. Geralmente, a experiência de gravação é ótima, principalmente em ambientes com boa iluminação.

Galaxy A71: ainda vale a pena?

Apesar de o Galaxy A71 ainda ser um smartphone muito competente em 2021, eu não recomendaria comprá-lo atualmente porque, mesmo após mais de um ano de lançamento, seu preço não caiu muito em relação aos modelos A52 e A72 deste ano — no comparador de preços Zoom, por exemplo, seu histórico mostrou que, nos últimos 40 dias, a menor quantia cobrada por ele era de R$ 1.880.

Por esse valor, você já conseguiria levar o Galaxy A72 para casa, este que entrega um conjunto mais sólido para o futuro. Agora, caso você já possua um Galaxy A71, pode ficar tranquilo que o aparelho não perde em quase nada para os novos modelos e tem desempenho suficiente para mais alguns anos.

E aí, tem ou já teve um Galaxy A71? Conte-nos abaixo, no campo dos comentários! E se você ainda está pensando em comprá-lo, fique de olho no link abaixo que sempre aparece uma oferta interessante:

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.