Cnet admite que avaliação de resistência do Razr 2019 não era das mais precisas

Por Rui Maciel | 10 de Fevereiro de 2020 às 13h20
Canaltech
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Motorola Razr 2019

Ficha técnica

No último sábado (8), o Canaltech publicou uma notícia a respeito de um stress test do Razr 2019, feito pelo site Cnet. No vídeo disponibilizado pela página, o smartphone com tela dobrável da Motorola foi colocado em uma máquina que realiza o movimento de abrir e fechar do aparelho.

E a partir disso, o modelo começou a apresentar problemas em sua "dobradiça" por volta da quarta hora de teste, após cerca de 27 mil aberturas e fechamentos. Isso significa que - baseado em uma estatística da Apple de que um usuário médio confere seu celular 80 vezes ao dia - o Razr 2019 poderia começar a apresentar problemas em seu mecanismo de flip em menos de um ano.

Só que a Motorola contestou os parâmetros do teste realizado pela Cnet. Em comunicado, a empresa afirma:

"O razr é um smartphone exclusivo, com um sistema dobrável diferente de qualquer dispositivo no mercado. O FoldBot da SquareTrade (máquina usada para os testes da Cnet) não foi projetado para testar nosso dispositivo. Portanto, qualquer operação realizada utilizando esta máquina colocará uma tensão indevida na dobradiça e não permitirá que o telefone abra e feche conforme o esperado, tornando o teste impreciso. O importante é lembrar que o razr passou por extensos testes de resistência do ciclo durante o desenvolvimento do produto, e o teste da CNET não simula nem reflete o uso real que os usuários terão com o Motorola Razr. Temos toda a confiança na durabilidade do razr."

De quebra, a Motola ainda divulgou um vídeo mostrando como ela testa o sistema de dobragem do Moto Razr 2019:

E, ao avaliar o posicionamento da Motorola, o pessoal da Cnet recuou ao que fora divulgado na última semana em relação à durabilidade do Razr 2019. Em um artigo - que soa mais como um mea culpa - intitulado "Does our Motorola Razr fold test mean this phone won't last a year? Not quite" ("Nosso teste de dobras do Motorola Razr significa que este telefone não dura um ano? Não exatamente", em tradução livre), o Cnet relata:

"além de nossas preocupações com as modificações de design do FoldBot para testar o Razr (sem mencionar que o mecanismo rápido de abrir e fechar não imita verdadeiramente o uso no mundo real), as estatísticas sobre as verificações diárias médias por telefone foram coletadas, até agora, de telefones não dobráveis. Quem pode dizer se os usuários de telefones dobráveis ​​podem, realmente, verificar seus telefones com mais frequência por causa desse clique satisfatório?". 

O site ainda firma que o fato do aparelho trazer uma tela externa, fará com que seus usuário não precisem abrir e fechar o Moto Razr a toda hora, já que este display mostrará diversos dados básicos:

"Talvez, muitas verificações diárias dos usuários de telefones dobráveis ​​nem envolvam manobras de desdobramento, uma vez que a tela externa de 2,7 polegadas do Razr já exibe a hora, as notificações e os dados básicos, como sinal e duração da bateria. Você poderá usar a tela externa para responder a textos através de mensagens digitadas ou de sua voz, sem nunca desdobrar o aparelho"

Por fim, o Cnet ainda acena com um cachimbo da paz, dizendo:

"E honestamente, também tenho confiança no Razr. Sendo um ex-proprietário do Razr original (o meu era rosa choque), eu estava definitivamente ansioso para experimentar a versão 2019 pessoalmente. E agora que tenho, estou bastante impressionado com o design e a funcionalidade. Sobreviveu a 100.000 dobras? Não. Parece um telefone durável e resistente que suporta o uso estendido no mundo real? Para mim, sim".

Bom, agora é esperar os nossos testes por aqui, para você verificar se o Moto Razr 2019 atende ao seu perfil. Basta lembrar que o modelo já está disponível no Brasil, custando R$ 8.999. E, enquanto não publicamos nosso review definitivo sobre o aparelho, você pode ficar com o nosso hands-on. Confira abaixo:

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.