Publicidade

Yellowjackets é baseada em fatos reais?

Por| Editado por Jones Oliveira | 06 de Abril de 2023 às 18h10

Link copiado!

Showtime
Showtime

Yellowjackets é uma daquelas séries que podem ser definidas com apenas uma palavra: bizarra. A trama do Showtime estreou em 2021 como um thriller que acompanha um grupo de adolescentes e uma tragédia.

Em Yellowjackets, a equipe de futebol feminino de uma escola do ensino médio sofreu um acidente de avião e caiu em uma ilha deserta. Lá, elas precisaram aprender a sobreviver como podiam, e como resultado vimos situações perturbadoras, como canibalismo.

Como toda produção que envolve uma tragédia, surge a dúvida se as histórias aconteceram de verdade. No caso de Yellowjackets, a trama é de ficção, mas houve algumas inspirações importantes para o desenvolvimento desse roteiro bizarro.

Continua após a publicidade

Desastre dos Andes

Uma das inspirações para a criação de Yellowjackets foi o desastre dos Andes, evento trágico que aconteceu em 1972 e já foi adaptado para dois filmes: Os Sobreviventes dos Andes e Vivos. Na ocasião, no dia 22 de dezembro, um avião turboélice bimotor batizado de Fairchild caiu entre as cidades de Montevidéu e Santiago.

O Canaltech está no WhasApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

O voo duraria cerca de três horas, mas, ao decolar, colidiu com as montanhas dos Andes e partiu em dois pedaços. A aeronave transportava 40 passageiros que eram jovens jogadores de rugby de uma escola de Montevidéu, capital do Uruguai, e cinco tripulantes.

Somente 16 pessoas sobreviveram ao incidente, e o que eles fizeram para se manterem vivos lembra bastante a história da série Yellowjackets. Além de estarem na neve, com temperaturas de 30 graus abaixo de zero, havia pouca comida e água.

Para driblar o frio ao longo de semanas, os sobreviventes conseguiram fazer uma parede com restos do avião e malas, que bloqueavam a entrada do vento, já que não tinham roupas adequadas para proteção. Para combater a fome, eles revezavam os mantimentos disponíveis, até acabar.

Quando não havia mais nada para comer, muito menos vida animal ou vegetal na região, a única solução para sobreviver era se alimentar dos corpos dos colegas mortos. Se não fosse por essa decisão, que foi tomada pelos sobreviventes através de um pacto, eles não teriam contado essa história para o mundo.

Continua após a publicidade

Caravana Donner

Outro caso que inspirou o roteiro de Yellowjackets é o da Caravana Donner, que aconteceu em 1840 com um grupo de mais de 80 pessoas formado pelas famílias Reed e Donner. Juntos, eles viajariam para o oeste dos Estados Unidos, mas muitos deles nunca chegaram ao destino.

O objetivo das famílias era migrar para a região de Oregon e Califórnia para ter uma vida melhor, em uma viagem de cerca de quatro mil quilômetros que duraria de quatro a seis meses de carroça. No caminho, eles se uniram com outro grupo, que acabou sendo divido novamente ao se depararam com dois trajetos diferentes. Então, o grupo que escolheu pegar um atalho para chegar mais rápido acabou em uma situação complicada.

Continua após a publicidade

Com 80 carroças e 87 pessoas, a viagem começou a ficar complicada quando já não havia mais o que comer. Para piorar, eles acabaram parando em uma região inóspita chamada Deserto do Grande Lago Salgado. Devido às condições do clima, carroças atolavam e os cavalos fugiam.

Foram meses de desespero e, por fim, somente 48 das 87 pessoas que viajavam no grupo que tentou pegar o caminho mais curto sobreviveram. Assim como no desastre dos Andes, os sobreviventes só conseguiram contar a história porque se alimentaram de quem havia morrido.

Yellowjackets acaba de estrear sua segunda temporada no Paramount+.