Como saber se seu PC foi infectado por malwares e como removê-los

Por Sérgio Oliveira

São inúmeros os relatos de pessoas que dizem terem tido seu computador infectado por alguma espécie de "vírus", que repentinamente começou a causar as temíveis telas azuis da morte, comprometer o funcionamento da placa de vídeo e coisas do tipo.

A questão é que problemas como esses podem ser causados por uma infinidade de coisas e a menos provável são os vírus. Isso porque as pragas virtuais são desenvolvidas para agir na surdina, de maneira a não serem notadas nem "sentidas" pelos usuários, que silenciosamente têm seus dados e informações pessoais comprometidos.

Então, afinal de contas, como saber se seu PC foi infectado por algum malware e como removê-los de uma vez por todas? Há alguns sintomas comuns que podem ser observados. São eles:

Queda repentina de desempenho

Se o seu computador estiver sofrendo para executar programas que antes rodavam tranquilamente, ou se estiver executando um monte de coisas em segundo plano que você não sabe o que é ou não se recorda de ter instalado, isso pode ser um sinal de que ele foi infectado.

Lentidão repentina no computador é sinal de que algum programa malicioso está comprometendo seu funcionamento

Lentidão repentina no computador é sinal de que algum programa malicioso está comprometendo seu funcionamento (Imagem: Reprodução)

Programas padrões de manutenção não funcionam

Uma das primeiras coisas que malwares fazem quando se alojam no computador é barrar o funcionamento de programas que podem ajudar a identificar e a removê-los. Portanto, se você perceber que apps como o Windows Update, Gerenciador de Tarefas, antivírus, Editor de Registro, Recuperação do Sistema ou Configuração do Sistema não estão funcionando, é bom ficar atento.

Barras de ferramentas surgem do nada

Já há algum tempo que as barras de ferramentas são pintadas de vilãs quando o assunto é segurança pessoal em computadores. Mas a verdade é que atualmente os instaladores deixam explícito que também podem instalar esses softwares irritantes, sendo que os mais incautos não veem isso e acabam deixando a instalação passar batida. O problema de verdade acontece quando você tenta remover uma dessas barras e ela não larga do computador por nada, reaparecendo na próxima inicialização do sistema. Se isso estiver acontecendo com você, pode apostar que tem alguma praga virtual aí no seu disco rígido.

Suas páginas inicial e de busca mudam sem seu consentimento

Esse é um problema que pode estar associado às barras de ferramentas e geralmente é resolvido quando elas são desinstaladas. Agora, se mesmo após a desinstalação delas as páginas inicial e de busca continuam sendo modificadas sem seu consentimento, esse também é um sinal de que há problema no ar.

Fui infectado. E agora?

Se você notou um ou mais problemas listados aqui, então são grandes as chances do seu computador estar comprometido. E nem adianta recorrer ao seu programa antivírus, pois são igualmente grandes as chances de ele não funcionar corretamente por conta dos malwares. Então, o que fazer?

Bem, antes de partir para uma medida mais extrema e formatar o computador de vez, saiba que há alguns passos que ajudam a remover os vírus do seu computador. Vamos a eles:

Inicie seu PC no Modo de Segurança

Como dito anteriormente, nessa altura do campeonato não adianta recorrer ao software de proteção que você tem instalado na máquina. Ao invés disso, reinicie seu PC em Modo de Segurança e com suporte à Rede. Isso fará com que as pragas virtuais não interfiram tanto no funcionamento do seu computador.

Varrendo e limpando

Em seguida, recorra a ferramentas de detecção online de vírus. Duas boas opções são o ESET Online Scanner e o HouseCall da Trend Micro, que rodam diretamente do navegador e não exigem a instalação de nenhum arquivo.

Ferramenta da ESET faz a varredura e limpeza do seu computador a partir do navegador

Ferramenta da ESET faz a varredura e limpeza do seu computador a partir do navegador (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

Se mesmo assim a praga não largar do seu PC, você pode tentar rodar uma distribuição Linux diretamente do DVD e utilizar ferramentas como o ESET SysRescue Live ou o Kaspersky Rescue Disk 10 para limpar toda sorte de malware da sua instalação Windows.

Limpeza definitiva

Há um ditado que diz que quando um PC é comprometido por alguma praga virtual, ele estará suscetível a outras ameaças a não ser que seja completamente formatado.

É difícil dizer isso, mas depois de todo esse trabalho você tem de fazer o backup de seus arquivos e arregaçar as mangas para formatar seu computador. Alguns programas ajudam a implodir e reerguer seu HD, como é o caso do Darik's Boot and Nuke.

Se por algum acaso seu sistema tem um ponto de restauração anterior à data de infecção, uma boa alternativa é voltar o estado do sistema para esse ponto, de maneira a minimizar suas perdas. Depois disso, copie seus arquivos pessoais de volta para a máquina e pronto, você está livre de qualquer malware.

Agora, se você não tem esse hábito de criar pontos de restauração, a única saída será formatar seu computador e começar tudo do zero. Pronto, finalmente seus dados estão a salvo e você pode voltar a usar o PC tranquilamente.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.