Quando é hora de restaurar, redefinir ou formatar meu computador com Windows?

Por Sérgio Oliveira

Quem trabalha com computadores ou tem um relacionamento mais íntimo com o PC sabe que de vez em quando ele dá para a vida e começa a deixar de funcionar de maneira adequada. Até o Windows 7, isso significava que estava na hora de fazer um restauração do sistema ou simplesmente formatar e instalar tudo do zero.

A coisa mudou de figura quando a Microsoft lançou o Windows 8 e trouxe as opções de reinicialização e redefinição do Windows. Embora seja uma boa ideia ter todo esse leque de opções para fazer o computador voltar a funcionar de maneira satisfatória, nem sempre é simples compreender qual método se deve usar frente a situações específicas.

Tendo isso em vista, muita gente fica se perguntando qual o momento certo para restaurar, reinicializar, redefinir ou formatar o Windows. E nós, claro, estamos aqui para acabar com todas essas dúvidas. Para tanto, vamos apresentar alguns cenários bastante comuns e indicar a melhor solução para fazer o seu Windows voltar a funcionar com tudo. Vamos lá:

O Windows vive travando

Este talvez seja o problema mais comum enfrentado por usuários do Windows. Você está utilizando o computador normalmente, até que, do nada, ele começa a engasgar e apresentar travamentos repentinos. Você não trocou nenhuma peça recentemente para justificar esse comportamento, mas sabe que instalou um novo programa ou atualização de driver um pouco antes do problema começar a aparecer.

Se esse for o cenário que você se encontra neste exato momento, então a melhor opção é utilizar a Restauração do Sistema. A coisa funciona da seguinte forma: o Windows cria pontos de restauração sempre que uma grande atualização é feita no sistema, assim, caso as coisas não saiam como o planejado, você poderá "voltar no tempo" para antes da instalação de algo que está causando problemas.

Portanto, se o seu computador estava funcionando perfeitamente e depois que você instalou alguma atualização de driver ele começou a dar piripaque, então é quase certo que algum arquivo corrompeu as configurações do seu Windows. A solução mais simples é usar a Restauração do Sistema, que resolve todo o problema num piscar de olhos.

O problema disso tudo é que a restauração só funcionará se você não tiver desativado a criação automática dos pontos de restauração ou criá-los de vez em quando manualmente. Dependendo da maneira que você usa o computador, criar pontos de restauração diários ou semanais pode ser uma boa ideia.

Se o problema já é iminente e você não tem nenhum ponto de restauração no seu computador, então vale a pena dar uma conferida nas 5 melhores opções de disco de restauração do Windows.

Certifique-se de que o seu Windows está criando pontos de restauração automaticamente acessando as

Certifique-se de que o seu Windows está criando pontos de restauração automaticamente acessando as "Propriedades do Sistema" a partir do "Meu Computador". Na aba "Proteção do Sistema", ative o recurso para o seu disco rígido (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

Você não consegue se livrar dos malwares

Esse é outro problema recorrente na vida de quem usa o Windows e não tem lá muito cuidado com a saúde do computador. Depois de vários meses sem executar uma única varredura sequer no sistema, você decide fazê-la e descobre que o computador está infestado de pragas virtuais. O pior de tudo isso é que mesmo executando todas as medidas de limpeza eles continuam lá, persistentemente.

Se esse é o seu caso, pode ser que a restauração do sistema funcione e solucione o seu problema. Contudo, a opção mais indicada é reinicializar o Windows. Isso, claro, não tem nada a ver com reiniciar o computador, mas sim fazer uma limpeza completa no Windows, que, para facilitar, faz uma reinstalação do sistema e mantém seus arquivos e documentos pessoais intactos.

Você poderá resetar o Windows ao acessar o menu

Você poderá resetar o Windows ao acessar o menu "Atualização e recuperação" nas configurações do sistema. Selecione "Introdução" na opção "Atualize seu computador sem afetar os arquivos" para fazer uma limpa completa sem perder seus dados e documentos pessoais (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

A opção é uma boa para quem não quer perder tempo com todo aquele procedimento de formatação e não se incomoda em reinstalar os programas que estavam instalados anteriormente. Mesmo com essa notícia desagradável, vale a pena destacar que esse método salva uma lista com tudo o que estava instalado antes do procedimento ter início, assim você pode procurar e reinstalá-los mais rapidamente.

Ao fim de todo o processo, você terá basicamente um Windows novinho em folha no seu computador, mas com todos os seus arquivos e documentos pessoais incólumes.

Você quer vender o seu computador

Por mais que você seja apegado ao seu computador, sempre chega a hora do adeus. Tem gente que gosta de guardá-lo, já outros passam a máquina para frente para ajudar a custear a nova. Se esse é o seu caso, certamente você não quer ninguém bisbilhotando seus arquivos pessoais e por isso terá que se livrar deles.

Nessa situação, o mais aconselhável é redefinir o Windows usando o recurso de "Remover tudo e reinstalar o Windows", presente no Windows 8. Diferente da reinicialização do sistema, aqui o Windows vai, de fato, apagar tudo do computador, inclusive os seus dados e documentos pessoais. É praticamente uma formatação completa.

Para redefinir o Windows, basta acessar o menu

Para redefinir o Windows, basta acessar o menu "Atualização e recuperação" nas configurações do sistema e, logo na sequência, pressionar o botão "Introdução" na seção "Remover tudo e reinstalar o Windows". Essa opção fará com que o sistema seja reinstalado por completo, apagando todos os arquivos do seu HD (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

Nunca é demais lembrar que antes de seguir adiante com o procedimento, o aconselhável é fazer o backup dos arquivos mais importantes. Armazene-os em um pendrive ou HD externo. Guardar tudo na nuvem em serviços como Dropbox, OneDrive,iCloud e Box também é uma alternativa, principalmente se não houver muita coisa para salvar.

Embora esse método limpe todo o computador, vale a pena ressaltar que, caso você esteja vendendo o computador para um técnico em computadores ou alguém com conhecimento acima da média, pode ser que essa pessoa utilize métodos que lhe dê acesso aos arquivos apagados anteriormente. Para evitar que isso aconteça, você precisará executar uma limpeza no HD assim que o Windows for iniciado pela primeira vez.

Essa tarefa pode ser feita com o auxílio de programas como o CCleaner, que possui a opção "Drive Wiper", que sobrescreve espaços em branco deixados por arquivos marcados como "excluídos" pelo Windows. Vale a pena perder um tempo executando essa tarefa antes de passar o computador para frente.

Após redefinir o Windows, o ideal é utilizar o CCleaner para sobrescrever os espaços em branco deixados pelos arquivos marcados como excluído a fim de evitar que usuários mais avançados consigam reavê-los

Após redefinir o Windows, o ideal é utilizar o CCleaner para sobrescrever os espaços em branco deixados pelos arquivos marcados como excluído a fim de evitar que usuários mais avançados consigam reavê-los (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

Veja também: Qual é a melhor época do ano para comprar um computador novo?

O Windows não inicia por nada

Não importa o que você faça, mais cedo ou mais tarde o Windows pode simplesmente parar de inicializar. Quando isso acontece, é claro que não temos acesso a nenhum dos métodos citados anteriormente, então qual a melhor opção?

Bem, depende. Sim, depende de quão danificado está o seu Windows, pois pode ser que você ainda consiga acessar as opções de inicialização avançada pressionando F8 enquanto o computador inicializa. Caso consiga acessá-lo, lá você poderá tentar recuperar o sistema ou repará-lo.

Dependendo da gravidade do problema do Windows, ainda é possível acessar a tela de

Dependendo da gravidade do problema do Windows, ainda é possível acessar a tela de "Opções avançadas" de inicialização pressionando F8 durante a inicialização e tentar restaurar ou redefinir o sistema antes de partir para uma formatação (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

Contudo, nem sempre temos tanta sorte assim e, nesse caso, a única opção que nos resta é formatar o Windows. Nesse caso, você ou precisará do disco original de instalação do Windows ou criar um pendrive ou HD externo bootável para fazer a reinstalação do sistema.

Em praticamente 100% dos casos as opções de restauração, reinicialização e redefinição do Windows resolverão o seu problema. Quando nada disso surtir efeito, partir para uma formatação certamente resolverá todos os problemas e logo sua máquina estará novinha em folha e pronta para ser usada novamente.

Antes de partir para qualquer uma dessas opções, é sempre bom procurar e se informar sobre o que pode estar acontecendo com o seu computador. Certifique-se de já ter conferido tutoriais e artigos sobre o problema e que não há nenhuma solução menos drástica para o caso.

Você já precisou usar algum desses métodos descritos acima? Conte-nos como foi sua experiência, se você já passou por uns maus bocados e como resolveu o perrengue na caixa de comentários abaixo.