Bloqueios de golpes virtuais financeiros crescem 100% de janeiro para fevereiro

Bloqueios de golpes virtuais financeiros crescem 100% de janeiro para fevereiro

Por Dácio Castelo Branco | Editado por Claudio Yuge | 05 de Abril de 2022 às 22h40
Pexels/Karolina

2022 continua com a alta de ataques virtuais vista nos últimos anos. Segundo um levantamento da firma de segurança PSafe, houve um aumento de 100% nas tentativas de golpes financeiros em fevereiro desse ano, em comparação como mês anterior, beirando o 1 milhão de notificações e bloqueios de ameaças relacionadas durante o período.

Para fins comparativos, em janeiro foram registrados 510 mil tentativas. O milhão de golpes em fevereiro, por consequência, significa uma média de 25 tentativas de golpes financeiros por segundo no Brasil, segundo a PSafe.

"O número impressiona também porque, se compararmos com fevereiro de 2021, houve o mesmo crescimento, de 100%, quando foram registrados cerca de 529 mil bloqueios”, detalha Emilio Simoni, executivo-chefe de segurança da PSafe.

Golpes virtuais financeiros utilizam o Sistema Valores a Receber como tópico. (Imagem: Reprodução/PSafe)

Simoni explica que um dos possíveis motivos para esse crescimento no número de ameaças financeiras são o aumento de detecções de golpes como phishing com PIX temáticos, como carnaval, e também por causa do Sistema Valores a Receber, do Banco Central.

"Até a primeira quinzena de março, já havíamos identificado mais de 20 sites utilizando o nome do Valores a Receber para aplicarem golpes, sendo que um deles já teria feito mais de 664 mil vítimas, segundo nossa projeção com base na estimativa de usuários de Android no Brasil”, afirma Simoni.

Como se proteger de golpes virtuais financeiros

Golpes virtuais financeiros também podem ser enviados via SMS. (Imagem: Reprodução/PSafe)

As ameaças bancárias, como phishing, são velhas conhecidas do cenário de segurança mundial. Mesmo suas abordagens mudando constantemente, dicas gerais de prevenção servem para aumentar a segurança dos usuários independente de como o golpe possa ocorrer. Confira a seguir algumas recomendações:

  • Desconfie de qualquer mensagem que ofereça alguma vantagem ou premiação, incluindo retorno de PIX;
  • Fique atento a qualquer movimentação bancária diferente;
  • Troque suas senhas com frequência;
  • Ao realizar compras, sempre que possível opte por cartões de crédito virtuais, pois são mais fáceis de serem cancelados;
  • Se o banco permitir, faça o ajuste do limite do cartão de crédito para um valor menor;
  • Antes de clicar em qualquer link, busque os canais oficiais das empresas;

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.