Apple dá mais um passo rumo a um mundo sem senhas

Apple dá mais um passo rumo a um mundo sem senhas

Por Roseli Andrion | Editado por Claudio Yuge | 11 de Junho de 2021 às 14h20
Elements/maxxyustas

Um dos anúncios da Apple na WWDC 2021, sua convenção anual de desenvolvedores, foi a evolução de recursos de identificação sem o uso de senhas. A companhia apresentou o início dos testes de uma funcionalidade que vai permitir autenticação com o padrão WebAuthn e reconhecimento biométrico Face ID/Touch ID.

Para isso, a empresa mostrou como vai funcionar o recurso no Chaveiro iCloud. A novidade estará presente no iOS 15 e no macOS Monterey para que os programadores possam experimentá-la.

O WebAuthn usa biometria para fazer a identificação do usuário e, além de ser fácil de usar, tem autenticação em duas etapas resistente a phishing. Garrett Davidson, engenheiro da Apple, explica que o sistema funciona a partir de chaves públicas e privadas em vez da “troca de segredos” que ocorre hoje em dia.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Ele destaca que as senhas atuais são compartilhadas entre o usuário e o servidor. “Vamos nos livrar disso. Com chaves públicas e privadas, uma parte vai ser conhecida e pode ser compartilhada com qualquer um, mas a outra será protegida pelo dispositivo. O aparelho não informa esse dado secreto para ninguém, nem para o servidor.”

Imagem: Reprodução/Pixabay/Gino Crescoli 

Segundo Davidson, quando a segurança do WebAuthn for associada à criptografia do Chaveiro iCloud, essas chaves serão mais seguras do que “a maioria das soluções que combinam senha e autenticação em duas etapas atuais”.

Mais fácil, mais rápido, mais seguro

Isso quer dizer que o simples reconhecimento da face ou da impressão digital do usuário vai ser uma opção mais segura, mais fácil e mais rápida do que as opções mais comuns atualmente. Apesar da empolgação, entretanto, é preciso lembrar que ainda há muito desenvolvimento pela frente antes que essa solução esteja disponível.

No iOS 15, o teste da tecnologia está desligado por padrão e pode ser ativado em Configurações. Já no macOS Monterey, a opção está no menu de desenvolvedores. Primeiramente, é necessário ligá-lo, em Configurações Avançadas. A função está no fim do painel Avançado, em Preferências. Ali, no menu Desenvolver, é preciso acionar o Autenticador da Plataforma de Sincronismo para ter acesso ao recurso.

Nesta primeira etapa dos testes, o objetivo é a tecnologia de autenticação em si. A transição do modelo de senhas para o de chaves ainda não é parte do processo.

Fonte: 9to5Mac

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.