10 dicas para evitar o roubo ou extravio das suas criptomoedas

Por Redação | 12 de Dezembro de 2017 às 08h57
photo_camera público

A segurança é uma preocupação constante quando se fala de criptomoedas, uma vez que a única defesa das posses é a criptografia dos dados. Recentemente, mais de US$ 64 milhões em bitcoins foram roubados após ataques a plataformas de câmbio. Para evitar esses prejuízos, aí vão algumas dicas:

Utilize um cliente Bitcoin versátil

Procure clientes bitcoin que ocultem seu endereço IP, de preferência permitindo também o uso de novos endereços a cada operação realizada.

Proteja sua identidade

Evite fornecer informações que liguem suas criptotransações à sua identidade.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Utilize serviços de custódia

Caso esteja fazendo compra ou venda de bitcoins com desconhecidos, recorra aos serviços de custódia que permite o armazenamento seguro das criptomoedas enquanto a transação ocorre. Desta forma, ambos os lados da negociação ficam mais seguros e os dados não se perdem.

Tenha sempre um backup da sua carteira virtual

Assim como em qualquer backup, é importante manter atualizações frequentes, utilizar diferentes mídias e formatos, além de sempre manter os backups protegidos por criptografia.

Criptografe sua carteira

Principalmente se ela estiver online. Ferramentas como o DESlock+ podem ser usadas para criptografar e proteger os arquivos.

Sempre use a autenticação dupla

Quando estiver usando serviços de armazenamento online, sempre prefira utilizar serviços que permitam processos de autenticações duplas.

Fuja dos dispositivos de armazenamento em massa

Os dispositivos de armazenamento em massa, como pendrives e HDs externos, são fáceis de serem extraviados. O ideal é manter os registros em computadores desktop, mais difíceis de extraviar.

Utilize múltiplos endereços de assinatura

Para transações corporativas que necessitam de maiores preocupações com segurança, pode-se fazer uso de endereços de assinatura diversos a fim de utilizar mais de uma chave.

Utilize sistemas atualizados

É necessário manter atualizados tanto o sistema operacional quanto os clientes bitcoin e qualquer outro programa utilizado. As atualizações diminuem as chances de suas carteiras por software sejam infectadas por malwares.

Exclua as carteiras virtuais que você não utiliza mais

Exclua as carteiras que não estiver mais utilizando, mas tenha o cuidado de verificar se os dados contidos nelas estão de fato irrecuperáveis. Com o comando shred nos sistemas Linux é possível substituir as informações de uma carteira digital por dados aleatórios, aumentando a segurança.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.